quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Europe ou USA?

follow all the Ryder Cup here: information during the day and a special report at the end of all three competition days

Figuras da Década (10) : Lance Armstrong

Nasceu a 18 de Setembro de 1971 em Plano, Estados Unidos o melhor ciclista de todos os tipos. Seu nome é Lance Armstrong e festejou assim sete vezes a conquista do Tour de France. Entre 1999 e 2005, de facto uma marca notável e um registo que muito dificilmente será batido por qualquer ser humano. Mesmo com ajudas ilegais.
A sua primeira grande vitória no ciclismo internacional foi em Oslo quando ganhou o Campeonato do Mundo.
Em 1994 venceu a sua primeira etapa no Tour.
Mais tarde teve que interromper a sua carreira profissional porque em 1996 teve que combater a etapa mais dura da sua vida : um cancro no testículo, para além de um tumor no pulmão e no cérebro obrigou o norte-americano a ter que trepar mais alto......
Novamente venceu a batalha mais importante da sua vida e voltou às estradas, desta vez mais forte.
Em 1997 voltou às corridas mas sem grande sucesso.
A partir de 1999 e até 2005 a Volta a França confundia-se com o nome do Norte-Americano. Bateu adversários como Beloki, Ulrich, Vinokourov entre outros com grande estilo.
Após se ter retirado após a sétima volta a França, Lance regressou o ano passado com um espectacular 3º lugar final. Este ano, não esteve brilhante na sua ultima participação na corrida francesa.
Para além disto tudo, Lance criou uma fundação para ajudar na pesquisa do cancro, fundou a RadioShack equipa de ciclismo.
Por inumeras vezes, os seus adversários tentaram aniquilar a imagem do ciclista lançando suspeições sobre o uso de doping. Vários artigos foram escritos com o intuito de arrasar Lance mas até ao dia de hoje nada foi provado.
E num dia em que Alberto Contador, vencedor do tour por duas vezes e tido como sucessor do norte-americano foi acusado de uso de doping, é tempo dos criticos e invejosos aceitarem que Lance é um sobredotado.
A nivel do ciclismo .....

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Assembleia de Pinguins - O fim do aquecimento global VII

(...) A reunião magna terminou sem que se tivesse chegado a uma conclusão. Zéguim iria pensar durante o resto do dia e na manhâ seguinte anunciava a decisão aos seus companheiros. A Assembleia de Pinguins era aberta ao publico, todos podiam assistir. Durante o conclave pinguim foram vários os animais que estiveram a assistir ao decorrer do debate. Elefantes, leões, hipopotamos, rinocerontes, baratas, a comunidade de formigas, também Mr. Shark e a sra Barona estiveram a ouvir atentamente tudo aquilo que se passava dentro do hemiciclo. No meio dos animais havia uma espectadora muito especial : A Assassina, que era a unica orca sobrevivente do aquecimento. O seu interesse deveu-se essencialmente ao facto de estar a preparar um ataque aos pinguins mal a água chegasse à terra. E seria fundamental saber de antemão onde poder arranjar comida. Passaram-se dias e mais dias sem que houvesse novidades. A população trazida por Zavi estava exausta e desejosa para que o aquecimento global fosse de vez embora. O primeiro sinal que os dias de seca e calor iriam acabar foi quando numa noite todos os animais se abrigaram dentro da Clarisse. Era um prenúncio de que vinha aí modificações a nível de tempo. O frio que se fazia sentir era uma prova de que a chuva estava para vir. Todas as espécies estavam ansiosas pela chegada de água. Ventos fortes e nuvens cinzentas no céu davam alegria a todos que esperavam este momento há bastante tempo. A felicidade invadia a o rosto das 600 espécies que se haviam refugiado no barco de Zavi. Foi então que caíram os primeiros chuviscos e então deu-se a primeira grande explosão de alegria dentro do barco. Os pinguins dançavam, cantavam, abraçavam-se uns aos outros recordando aqueles momentos em que estavam quase a afogar com a antártida toda ela a se derreter.

Zéguim estava particularmente feliz porque conseguiu manter os Penguzan unidos, não tendo havido nenhuma baixa durante o aquecimento global. Também era uma vitória para ele, porque demonstrava o quanto os seus pares eram fortes e optimistas nunca baixando os braços e se deixando abater por uma situação imprevísivel. Muitos pinguins acharam que a chegada das chuvas se devia ás preces do novo lider espiritual. Mas este na sua habitual humildade, muito diferente de Minguim, foi bastante claro ao afirmar que não tinha feito nada para que a chuva voltasse. Que o que estava a acontecer não era da sua responsabilidade, mas sim do fim previsto para o aquecimento global. Só que os pinguins não eram de modas e atribuíam sempre ao seu lider o que lhes de bom acontecia. Não se tratava de uma obsessão nem de uma lavagem cerebral feita constantemente pelos Mestres, mas os pinguins tinham uma alma muito profunda e estavam gratos. A gratidão era uma das suas qualidades principais e o agradecimento fazia parte da sua educação. Por muito que os próprios lideres dissessem o contrário. No dia seguinte, os animais quiseram ver com os seus olhos as mudanças efectuadas pela chegada das tempestades, ventos e chuvas.

Os primeiros a sair foram os pinguins, que desesperavam por tomar banho. As baleias, tubarões, peixes exóticos, focas, hipopotamos, crocodilos eram quem mais queriam voltar ao seu habitat natural. A paisagem estava completamente modificada. À volta deles estava uma enorme savana africana. Árvores enormes com imensa vegetação serviram de alimento aos esfomeados elefantes, girafas e demais animais. O deserto tinha-se transformado num enorme campo verde onde todos poderiam andar à vontade. Os leões e os tigres foram os primeiros a pisarem o solo tal era a vontade de ocupar o lugar que sempre lhes pertenceu.

A maior novidade estava no barco. Quase dois anos depois a Clarisse voltara a flutuar e a ponte que serviu para os animais terem entrado no barco serviu para que muitos reencontrassem a liberdade e o seu espaço na selva. Mr.Shark, Sr Barona e a Assassina despediram-se dos seus companheiros e mergulharam nos mares profundos do Norte de Africa e partiram rumo a lugar incerto. Quem sabe se um dia não se voltariam a cruzar mas em circunstâncias totalmente diferentes.

(continua dia 1...)

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Memória do futuro

Falta apenas uma semana para sabermos quem é o Presidente do Brasil?


Prezados leitores do Olhar Direito, antes de qualquer coisa, eu lhes ofereço as minhas sinceras desculpas pelo abandono, estou na semana final de entrega da minha monografia e, realmente, ando sem tempo, nem para dormir.

Espero recuperar a minha vida em Outubro, bem como voltar a com a série História do Brasil, que me dá um prazer enorme de escrever.

Enquanto isso, falo hoje sobre as Eleições Gerais no Brasil. Entramos na última semana de campanha e, próximo domingo, seremos milhões caminhando forçosamente em direção às urnas, para decidir o futuro do nosso país.

As últimas pesquisas apontam que teremos uma Presidenta, a ex-Ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. O que não se sabe é se esta vitória se dará no primeiro ou no segundo turno.

Até explodir o escândalo da Erenice Guerra, que se mostrou uma cobra que vivia no seio do Palácio do Planalto – é cada coisa que essa mulher está envolvida, que não sei como pode ter sido o Ministra da Casa Civil – a candidata de Lula só crescia nas pesquisas e a vitória no primeiro turno era quase certa.

Mas as imoralidades de Erenice respingaram em Dilma, pois tudo o que de ruim fez foi quando Dilma ainda era Ministra e Erecine o seu braço direito.

Entretanto, esta queda de Dilma aconteceu apenas entre as pessoas mais esclarecidas, com renda média entre 450€ e 1200€, que entendem a gravidade do escândalo, mas o povão, aquele que ganha 52€ por mês e fica feliz com isso, está firme e forte ao lado da ex-guerrilheira.

Outra coisa que surpreende é que Serra não se beneficiou dos escândalos, porque os votos que Dilma perdeu foram para Marina. Então vejo que o problema todo é o Serra, a população, realmente, não vai com a cara dele. Para ser eleito não precisa ter apenas boas propostas, carisma também é fundamental.

Os dados, da última pesquisa Datafolha, apontam Dilma em 1º com 46%, o que significa que há o grande risco de ter 2º Turno, porque com essa porcentagem, ela não atinge a maioria absoluta dos votos. Em 2º vem Serra com 28% e o terceiro lugar é de Marina, com 14%.

No próximo dia 03 de outubro teremos a confirmação se estas pesquisas vão consumar-se.

Larissa Bona

PS: No dia 30 de setembro haverá o último debate entre os presidenciáveis na Rede Globo, vou ver eles disponibilizam o link para colocar aqui, muito embora será no horário da noite, madrugada na Europa.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

6.4 Laços de Vassalagem - vários tipos

Hoje vou falar ainda de alguns impostos e tributos da época bem como dos laços de vassalagem.,.... Assim, existiam na Idade Média os seguintes impostos que os senhores recebiam:
  • corveia : trabalho compulsorio nas terras do senhor alguns dias da semana.
  • talha : parte da produção do servo que deveria ser entregue ao senhor.
  • Banalidade : tributo cobrado pelo uso de instrumentos ou bens do feudo como o moinho, forno, celeiro, pontes
  • capitação : imposto pago por cada membro da familia ( por cabeça)
  • tostão de pedro ou dizima : 10% da produção ia directamente para a capela local.
  • censo : tributo que os vilões ( pessoas livres) deviam pagar em dinheiro, á nobreza
  • taxa de justiça : os servos e os vilões deviam pagar para serem julgados tribunal do nobre.
  • formariage : quando o nobre se ia casar, todo o servo devia pagar para ajudar no casamento.
  • mão morta: era um pagamento para permanecer no feudo no seio da familia servil, em caso de falecimento de pai ou familia.
  • albermagem : obrigação do servo em hospedar o senhor feudal.

como viviam os servos? quais eram condições que os senhores lhes davam?

Viviam em choupanas de barro e palha, onde a chuva e a neve chegavam facilmente. Trabalhavam ao sol ou à chuva. Como a sua sobrevivência dependia das colheitas, muitos houve que passaram fome durante este período. Como tinham de pagar taxas aos senhores, não lhes restava nada. Alguns acabariam mesmo por morrer. Estavam também sujeitos a serem chamados pelo senhor feudal em caso de guerra, já que este possuia também o poder militar. O gado podia ser requisito como moeda de troca e as suas plantações por vezes, eram selvaticamente destruídas pela cavalaria pertencente ao próprio feudo.

(continua dia 11 Outubro)

domingo, 26 de setembro de 2010

De quem é a responsabilidade?

O Governo veio esta semana pela voz de Pedro Silva Pereira afirmar peremptoriamente que se o PSD não aprovar o Orçamento que o governo se demite.
Aqui está mais uma jogada do executivo de Socrates para fazer pressionar os sociais democratas a fazer passar um orçamento que decerto terá mais um aumento de impostos à boa maneira socialista.
É bom que Pedro Passos Coelho se mantenha firme na sua decisão de não aceitar um Orçamento mais austero e com medidas sociais gravosas para todos.
Como há boa maneira socialista se faz, primeiro mente-se dizendo que não se vai aumentar mais impostos porque a situação está controlada. Depois acusa o outro partido de ser responsável por criar uma situação de instabilidade económica e politica porque não quer aprovar o documento. Mais tarde ameaça-se com o bater da porta mesmo sabendo que não pode haver eleições pelo menos até Junho de 2011.......
E no fim tudo acaba bem porque o acordo é conseguido e os impostos são aumentados.
No fim mais uma vez ganha o Socialismo que está a matar a nossa economia e sociedade.
Passos Coelho não pode nem deve cair no engodo socialista, porque se assim for não terá que pedir desculpas ao povo português mas sim demitir-se da liderança social democrata.
Uma coisa é certa, Passos Coelho está a mostrar ser um lider forte e Socrates um autêntico "pateta".
Porque não vão ter com o CDS?

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Miss Olhar Direito

Sandra Bullock
Venceu o prémio Miss Olhar Direito batendo a também famosa Nicola Kidman
aqui está a votação:
Sandra Bullock 47 votos 52%

Nicole Kidman 42 votos 47%

89 votos apurados!

Assembleia de Pinguins - A casa futura VI

(...) Havia ano e meio que a situação se mantinha.

A previsão do aquecimento global era de dois anos, só que ninguém sabia dizer com precisão quanto tempo tinha passado. Todos estavam esgotados e numa situação de alarme pois a comida escasseava e água era muito pouca. Agora era necessário racionar os poucos alimentos que restavam.

Os Pinguins estavam em maioria. Sobreviveram 499 animais daquela espécie, sendo que todos pertenciam à mesma tribo, enquanto que restantes espécies se faziam representar por um casal. A excepção a esta regra, para além dos pinguins; eram os Ursos que tinham quatro sobreviventes.

Na comunidade pinguim todos se mantinham unidos,devido à acção de Zeguim o novo lider espiritual. Apesar do seu estatuto, mantinha uma relação de proximidade e amizade com os seus melhores amigos Franguim e Carolim, esta uma antiga namorada do novo heroi dos Penguzan.

Perante a proximidade do fim do aquecimento global, o lider teve necessidade de reunir os pinguins todos em Assembleia para discutir como seria o futuro da tribo. Foi no Norte de África que Zeguim reuniu pela primeira vez os seus companheiros. Estava aberto a Legislatura Zeguim.

- Meus amigos, o fim do aquecimento global está próximo. Primeiro queria regozijar-me com o facto não termos perdido nenhum irmão ou irmâ. Apesar do Mestre Minguim nos ter deixado, a nossa familia manteve-se unida e conseguimos sobreviver para que depois deste pesadelo podermos continuar a nossa história.

Ouviu-se uma enorme salva de palmas e gritos de “hurra” e “viva”. A comunidade estava satisfeita por se ter mantido toda viva. Porque se perdessem alguém o resto dos pinguins iriam seguir o mesmo caminho. A união fazia com que tudo se passasse desta forma. Era uma questão de honra de Pinguins. Se um morria em circunstâncias forçadas, os outros iriam atrás dele.

Zéguim continuou o seu discurso.

- Em segundo queria saber o que pretendem fazer quando este flagelo acabar. Voltamos a nossa casa sabendo que o local onde faziamos as nossas Assembleias já não existe ou procuramos outro local neste planeta para viver?.

O pequeno mestre fez uma proposta para o qual ninguém estava preparada para reflectir. Caiu que nem uma bomba entre a comunidade. Seria uma escolha dificil de fazer. Se por um lado, a casa na Antártida e o iceberg Crock tinham uma mistica e sentimento especial, por outro se calhar era preciso arranjar um novo lugar para esquecer a tragédia que se abateu sobre os pinguins.

- Por mim voltávamos para a Antartica. Lá seremos donos e senhores ,pois seremos a primeira tribo a chegar, e podemos ocupar o espaço que entendermos – sugeriu uma efusiva Carolim que se entusiasmava sempre que Zeguim brilhava. Ela estava muito orgulhosa pelo facto do seu ex se ter tornado lider espiritual.

- Penso que devemos experimentar uma nova casa. A Antártida já não é a mesma e se voltarmos para lá a readaptação será dificil pois iremos recordar durante muito tempo aquilo se passou recentemente - foi o que Diminuim disse á plateia.

O chorrilho de opiniões e sugestões durou quase meia hora. Uns queriam voltar para a casa de sempre, outros necessitavam de experimentar uma nova aventura num local completamente diferente.

Uma coisa era certa : independentemente do local onde se iriam instalar, nunca teriam oposição porque eram a unica tribo de pinguins que tinha sobrevivido ao aquecimento global.

(continua dia 29...)

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

No frio da noite

fotografia de João Castelo Branco www.facebook.com/profile.php?id=100001482399149

Dilma não descola de Lula.

Quer queiramos quer não, Dilma será o seguimento das politicas de Lula. Veremos em que termos e condições, mas a verdade é que a candidata do PT tem aproveitado e bem essa associação.
As suas propostas são sem duvida de cariz social e tendem chegar a um especifico publico. Ao afirmar "internet para todos", Dilma está a querer conquistar aqueles que têm mais dificuldades. Tal e qual como fez Lula da Silva, embora depois não haja seguimento das mesmas politicas quando chegam ao governo. Essa é uma das grandes interrogações e um dos factores pelos quais Dilma é olhada com desconfiança pelo eleitorado. Lula foi um presidente com história e que vai deixar trabalho. Dilma apesar de ser um clone de Lula não conquistou a simpatia do eleitorado porque ninguém sabe se as politicas vão continuar ou irão para um caminho diferente.
Esta incerteza leva a que as eleições ainda não estejam ganhas pelo PT dando uma esperançazinha a José Serra

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Público só há um.....

O Jornal Publico comemora hoje 15 anos da sua edição online e já este ano celebrou 20 na versão papel.
Está de parabéns um jornal que se destaca pela sua independência, diversidade, rigor e trato na notícia. Tem a seu um cargo um dos maiores cronistas da nossa sociedade que é Miguel Esteves Cardoso.
Pela direcção do jornal passaram nomes como Vicente Jorge Silva e José Manuel Fernandes, dois nomes com enorme peso na sociedade portuguesa e que fizeram deste diário uma referência.
Num momento em que os blogues e as edições online ganham preponderância sobre o papel é de realçar a forma como ainda sobrevive e lidera.

Assembleia de Pinguins - o local V

Zavi e os animais tinham aportado no norte de África, bem perto de Marrocos. Tinha sido uma viagem dura pois era difícil manter todo o tipo de animais calmos durante um largo período de tempo. Teria de ser necessário lidar com várias personalidades e feitios num espaço reduzido. O comandante do navio estava sempre acompanhado de Dinguim e Franguim, que faziam a vigia enquanto Zavi tinha o seu merecido repouso. Chegados a Terra, todo sentiram um enorme alívio e quiseram logo meter os pés em terra firme.

Mal chegaram e se depararam com uma enorme savana onde predominava o verde das plantas e árvores e o azul da pouca água que ainda restava. Aquela situação não duraria muito porque o sol ia fazendo desaparecer o mar e matando a vegetação. Mesmo assim, ainda deu para durante um ano conseguirem se alimentar devidamente sem necessidade de recorrer às reservas que Zavi tinha devidamente providenciado antes de iniciar a recolha dos animais.

Apesar da muita oferta, todos eram comedidos na alimentação estando entregue aos rinocerontes a tarefa de controlar a quantidade de água e comida que cada animal poderia ingerir, tendo em conta sempre o tamanho e o armazenamento interior das espécies. Neste aspecto em particular os mais prejudicados eram sem dúvida os elefantes Tino e Tina que ficavam sempre em último na lista para poder comer. No fundo, ficavam sempre com os restos dos outros. Sentiam-se injustiçados pois argumentavam que devido à sua estatura deveriam comer mais, mas todos desconfiavam das boas intenções dos mamíferos. Daí que ficassem sempre para ultimo, tal como as baleias e os tubarões que contentavam-se com peixes que estavam numa arca destinada a guardar peixes mortos e que serviriam de refeição para os grandes monstros do mar.

Os maiores beneficiados desta política de racionamento de comida eram os pinguins e os animais de porte menor como os ratos, formigas, gafanhotos e alguns pássaros. Dificil era resolver a questão da alimentação dos leões que tiveram direito a umas zebras congeladas. Foi constrangedor verificar o estado das zebras que estavam no barco de Zavi, e eram quatro, quando os leões devoravam companheiras suas à frente dos seus olhos. Temeram o pior mas sabiam que ali estavam a salvo, não haveria matanças entre os próprios animais, pois tinha sido assinado por todos antes de entrar na Clarisse de que imperaria a regra do bom senso e da não agressão. Não houve nenhum animal que não tivesse carimbado a sua assinatura no papel, muito embora fosse difícil aos tubarões controlarem-se ao nadarem no mesmo aquário que peixes com cores atraentes. Mr. Shark tinha de ser constantemente controlado e repreendido pela senhora Tubarona.

Apesar dos primeiros meses terem sido de alguma felicidade, a verdade é que hà medida que o tempo ia passando a comida selvagem e a água iam escasseando. Mais dia menos dia, o local ia ficando pobre, triste e completamente desfeito. As árvores começaram a murchar e já não havia vegetação. Todos estavam secos, famintos e desgotados com aquela situação.

No fundo era como estar num deserto africano sem fim à vista……..

( continua dia 24....)

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Os Moura e os Ribeiro Telles

O toureio nacional tem duas das familias mais importantes de Portugal : os Moura e os Ribeiro Telles.
Estas duas familias representam o que de melhor existe na nossa sociedade taurina. Começando pela gerações mais velhas e dando seguimento à tradição familiar com os mais novos, os Moura e os Ribeiro Telles são garantes da preservação da festa brava no nosso país.
Há mais de 30 anos dando espectaculo nas praças de Norte a Sul do país, passando também pelas melhores de Espanha, estas duas familias não esquecem os valores e principios do toureio.
Os mais velhos João Moura e os Irmãos Ribeiro Telles há mais de 30 anos que passeiam classe dentro da arena. Felizmente a dinastia não irá acabar quando estes dois Mestres se retirarem, pois a geração mais nova há muito que seguiu os passos dos familiares : João Moura Jr, Manuel Ribeiro Telles Bastos, José Augusto Moura, João Ribeiro Telles jr e ainda outros virão com certeza..
É um prazer vê-los tourear e ter a certeza que a sua arte irá perdurar por muitos e bons anos.
Os aficionados agradecem.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

PORQUE NAO VOU DEIXAR DE VOTAR

Em resposta ao post de ontem do expressodalinha vou elencar as razões para não se deixar de votar:
1- Votar, mais do que uma conquista de Abril ou um direito é um dever cívico. Participar na construção da democracia é obrigação de todos porque todos nós fazemos parte do Estado. Aliás, o Estado é composto por pessoas. Não se percebe como é que se pode deitar fora um dos instrumentos pelo qual os militares de Abril lutaram.

2- A Abstenção não é solução. O desinteresse e falta de participação só leva a que aqueles que lá estão se perpetuem no poder eternamente. Se não houver uma resposta forte por parte dos cidadãos então os mesmos de sempre continuarão a governar. O maior protesto que pode ser dado não são as manifestações nem greves mas sim votar em massa. Votar na alternativa. Esse é o caminho.

3- Desculpas como "falta de tempo" , "não tenho interesse" ou " não vale a pena porque são todos iguais", não têm cabimento. É precisamente por acreditarmos e lutarmos por uma alternativa que o voto é imprescindivel. Sem ele não mudamos quem está no poder e metemos quem nos agrada mais. Um exemplo concreto foi o facto de nas ultimas eleições legislativas o PS não ter tido maioria absoluta. Os eleitores estavam descontentes com o poder absoluto nas mãos dos socialistas.

A maioria das pessoas são comodistas ou pessimistas, daí que os niveis de abstenção esteja aumentar em Portugal.

Se não vale a pena ou não se quer então mais vale hipotecar o futuro de Portugal

domingo, 19 de setembro de 2010

PORQUE VOU DEIXAR DE VOTAR

1 – Porque em Portugal não é obrigatório, logo posso abster-me. Um sinal democrático que nos permite ter um voto de protesto. Países que têm voto obrigatório não são totalmente democráticos.
2 – Não voto em branco porque isso seria dar demasiada importância ao regime. O regime precisa de sentir que há um enorme desinteresse e uma total ausência credibilidade política. O voto em branco é apenas para os “abrilistas”, uma pseudo-elite de guardiães da revolução que votam em Manuel Alegre por desfasTio.
3 – Porque os políticos não representam ninguém. A democracia deixou de ser representativa. Não sei quem é o meu deputado. Não sei quem são os deputados da segunda fila. Muito menos os da terceira. Nem vejo os da quarta. Não sei o que estão lá a fazer, nem eles. Cáfila de malfeitores políticos que se instalaram nos partidos e votam a favor, para manter o tacho.
4 – Não voto porque para pior já basta assim. Quem quiser tire as consequências. Acima de tudo estou farto que gozem com a minha cara.
Jorge Pinheiro

sábado, 18 de setembro de 2010

Concurso Fashionistas do Brasil

Prize Details

O BrandsClub está lançando o concurso Fashionistas Brasil! Vamos oferecer 3 super prêmios nessa promoção exclusiva. Basta “Curtir” a página e clicar em “Enter Contest” para participar com sua foto ou simplesmente clique em “Vote Now” para votar nas fotos da galera que já publicou.

Os prêmios são:

  • Bolsa da grife Alexandre Herchcovitch para a Fashionista feminina mais votada.
  • Relógio da marca Puma para o Fashionista masculino mais votado.
  • GPS com TV Digital da Tele System para quem votar e convidar mais amigos para fazer o mesmo.

Boa sorte a todos!

Prize Eligibility
Only persons who are at least 18 years of age can enter.
Contest Starts
September 14, 2010 @ 05:00 pm (BRT)

Contest Ends

October 13, 2010 @ 11:59 pm (BRT)
Need more Details?
About the Company
As melhores marcas do mundo com descontos de até 80%. O site está constantemente sendo atualizado com novas marcas e opções. As ofertas geralmente duram de 2 a 4 dias.... [more]
mais pormenores em http://www.facebook.com/brandsclub?v=app_95936962634&ref=ts

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O bom senso imperou....

O bom senso imperou nas hostes governativas.
O troço TGV Poceirão-Lisboa e a terceira travessia do tejo foram anuladas pelo governo devido às condições económicas degradantes que o país vive.
Depois de tanto se bater pelo seus brinquedos, José Socrates percebeu que não podia avançar com estas obras megalomanas. E ainda bem que acabou por ceder.
Mas há uma coisa que não compreendo. Como é que o PM se atreve a dizer que estamos em recuperação económica e crescimento e depois anula projectos que podem trazer investimento?
Esta foi uma vitória do PSD que tanto porfiou pelo cancelamento destas obras. Manuela Ferreira Leite deve neste momento estar a rir......
Mas bem longe da salganhada em que vai o governo.....

Assembleia de Pinguins - o sofrimento IV

(...)

Minguim tinha morrido quase dois meses depois, sem nada para comer e o planeta já estava totalmente seco. Não havia um pingo de água na Terra, apenas numa parte muito especial.E era para lá que Zavi e os seus animais se dirigiam.

Toda a comunidade Penguzan sentiu a perda do seu lider. Os pinguins deram as mãos uns aos outros e começaram a rezar para que a alma de Minguim descansasse em paz. O novo lider da tribo fez um ritual especial que a partir daquele momento seria adoptado como a nova dança tradicional daquela tribo.

Todos os animais que Zavi conseguiu salvar estavam no seu barco. Este tinha as condições ideais para a sobrevivência das espécies que ainda restavam no planeta. Para além de água , a Clarisse possuía um armazenamento de comida suficiente para que todos os animais conseguissem suportar o aquecimento global sem terem que se comer uns aos outros.

Durante os dois anos do aquecimento global pouco havia para fazer senão esperar pelo fim da agonia. Com o barco em terra, todos os animais ia fazendo a sua vida à espera que o grande dia chegasse. O calor era imenso e a humidade ainda maior.

Zavi era quem sofria mais com o intenso calor que se fazia sentir porque era humano . Passava a maior parte do tempo na sombra ou na água e tinha de partilhar os banhos com focas, pinguins, elefantes, hipopotamos e até crocodilos. Embora nunca tenha arriscado a meter um pé na água enquanto os senhores crocodilos andassem por lá.

A tribo dos Pinguins mantinha-se toda unida não deixando que nenhuma outra espécie animal se intrometesse. Desde a morte do sábio Minguim que aquele grupo se tinha fechado mais, não deixando que a paz e a ordem fosse prejudicada. Era importante salvar a honra daquela tribo porque depois do aquecimento global tinham a responsabilidade de fazer crescer a espécie. De todos os Pinguins existentes no planeta apenas 499 tinham sobrevivido.

Apesar disso eram um dos animais em maior número, não estando minimamente em vias de extinção. Só que existiam pinguins por toda a terra, desde o norte até ao sul do planeta e naquele momento apenas sobreviveram espécimes oriundos da Antartica e era necessário recomeçar a fazer crescer pinguins por esse mundo fora.

Todos estavam tranquilos em relação ao aquecimento global. Não restava senão esperar pacientemente, pois ainda faltava ano e meio de agonia no meio do deserto, com um calor abrasador e sem nenhuma perspectiva de melhoramento da situação que os unicos sobreviventes do aquecimento viviam. Nem uma ponta de vento se levantou durante aquele período.

De certa forma os viajantes da Clarisse estavam num misto de emoções. Se por um lado, uns estavam ansiosos pelo fim da situação por que estavam a passar aguardando desesperadamente pelo regresso à vida de outrora, outros viram neste acontecimento uma forma de escapar aos problemas do dia-a-dia.Havia animais que poderiam mesmo correr o risco de extinção caso o planeta não estivesse a passar por dificuldades. Assim, com esta reviravolta, muitas espécies tiveram oportunidade de sobreviver áqueles que gostam de matar animais e passado o aquecimento global podem recomeçar uma nova vida. Era o caso dos tigres, baleias, elefantes, hipotatamos bem como das águias. Todas estas espécies estavam em vias de extinçãoe no momento certo caíram nas mãos de Zavi, o Protector e não de um qualquer exterminador de animais indefesos.

( continua dia 23)

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

a prova que faltava.....

Para aqueles que não acreditavam que o PM e o lider da Oposição dançavam o tango juntos, eis aqui a prova que faltava....

Socrates acaba de ceder às pretensões de Passos Coelho e oferece a revisão constitucional sem razões atendiveis.....

Por seu lado, Passos Coelho em troca da futura CRP, dá a Socrates o Orçamento de Estado com despesa e aumento de impostos....

Pelo que se vê na fotografia, ficaram os dois felizes. e os portugueses?

Tema do dia XVIII

Este sistema social, politico e económico está esgotado?

SETEMBRO 2010

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

6.3 - D. HENRIQUE E O CONDADO PORTUCALENSE - II

1- Como já vimos no post anterior sobre este tema, a linhagem dos condes de Portucale extingui-se em 1071. O vazio provocado por esse desaparecimento acabou por destacar os chamados infanções, um estrato intermédio da nobreza que actuava por delegação régia ou condal, numa lógica de vassalagem. Com o desaparecimento dos condes, os infanções foram assumindo crescente poder à escala regional, garantindo a defesa, administrando a justiça e apropriando-se de todos os poderes públicos.
Esta alteração de forças nas relações políticas e sociais, com a parcelarização e privatização dos poderes públicos que passam a ser exercidos a uma escala local, configura aquilo a que se costuma designar por "revolução feudal". Os infanções passam a depender directamente do rei, sem intermediação do conde. Esta situação muito peculiar iria conferir-lhes um papel vital na evolução dos acontecimentos na região portucalense e distinguir, de forma asbsoluta, o "feudalismo" português do verdadeiro feudalimo do norte da Europa.

2 - Em 1086 Afonso VI, de Leão, sofre em Zalaca (região de Badajoz) uma pesada derrota contra os Almorávidas (recém chegados de Marrocos). Esta derrota teve fortes repercussões na Península e além-Pirinéus. A segurança da Europa era de novo posta em causa. Roma afligiu-se. França inquietou-se.
Entrou em jogo o Mosteiro Beneditino de Cluny (zona da Borgonha). As ligações com Borgonha existiam já: Afonso VI era casado com Constança, filha do Duque de Borgonha e sobrinha do abade Hugo de Cluny. No séquito de Constança vieram para a Península muitos cavaleiros franceses. Importará recordar que nesta região francesa foram, por esta altura, criados os alicerces da futura Ordem dos Templários.
A pregação anti-muçulmana de Cluny, o início da peregrinação massiva a Santiago de Compostela, através do "caminho francês", o número crescente de cavaleiros francos na corte de Leão, a expansão de mosteiros clunisenses na Península e a nomeação de inúmeros bispos ligados à Ordem em Braga, Porto ou Coimbra, contribuiu para influenciar toda a política Ibérica. Até aí havia uma tolerância para com os moçárabes e mesmo para com os mouros que deixou de haver.
Por lado, a carreira das armas era uma das poucas hipóteses de fazer fortuna para os pequenos nobres ou para os segundos filhos de reis de duques.

3 - É assim que, de uma forma perfeitamente natural, Afonso VI casa as suas duas filhas, Urraca e Teresa (filha bastarda), com dois cavaleiros ligados à casa ducal de Borgonha: Raimundo e Henrique, respectivamente. Raimundo viria a ser Conde da Galiza (por morte de Garcia, irmão de Afonso VI, e aprisionado por este). A Galiza integrava nessa época terras portucalenses. Assim, o território inicial de Raimundo estendeu-se bem para sul, atingindo Santarém e Lisboa, entretanto entregues pelos mouros. Só que Raimundo não deu conta do recado. Não conseguiu assegurar a a defesa desses vastos territórios.
Terá sido esse o motivo porque, em 1096, Afonso VI concedeu a Henrique de Borgonha o Condado Portucalense, agrupando os antigos condados de Portucale e de Coimbra. A concessão foi feita a título hereditário, com óbvias características de um contrato feudo-vassálico e em que eram patentes as práticas borgonhesas. Henrique passou a estar directamente dependente do rei, sem qualquer dependência de Raimundo, separando-se Portucale da Galiza.

4 - O sucesso de Henrique na defesa e administração das "suas" terras foi evidente. E isso permitiu-lhe estabelecer com Raimundo o chamado "Pacto Sucessório" (1105), um acordo secreto patrocinado por Cluny que fixava uma futura partilha de poderes entre eles nos reinos de Leão e Castela, incluindo na Galiza, após a morte de Afonso VI.  De facto, por esta altura, as intrigas eram tremendas: um partido francês, cada vez mais forte e apoiado por Cluny e, de certa forma, pelo Papa; uma nobreza leonesa descontente que se sentia secundarizada e defendia Sancho para suceder no trono, embora fosse filho de uma ligação de Afonso VI com a moura Zaida.
Mas a vida é curta. Então na Idade Média nem se fala. As intrigas correram atrás das mortes. De 1005 a 1112, nenhum dos intervenientes está já vivo: morre Afonso VI; morre o infante Sancho; falece Raimundo; até o abade de Cluny não escapa... Em 1112 fina-se Henrique. O Pacto Sucessório nunca se cumpriu. Mas D. Henrique deu um impulso decisivo à criação de uma diferenciação e mentalidade portuguesa., na prossecução de uma política que não diluía o Condado Portucalense no âmbito da Galiza. O caminho político para um Portugal autónomo estava aberto.
Jorge Pinheiro

Assembleia de Pinguins III - A sucessão

(....)

Ao ser avistado por Minguim, toda a comunidade saltou de alegria. Uns dançavam, outros abraçavam pinguins que não conheciam de lado nenhum, suspiravam de alivio, faziam brincadeiras com as asas e as patas. Enquanto isso o sábio agradecia aos deuses ter correspondido aos seus apelos.

O barco de madeira parou mesmo ao lado do que restava do Iceberg. De lá de dentro surgiu Zavin, o marinhheiro que andou a volta ao mundo a salvar os animais da morte certa. Dizia que o aquecimento global iria durar pouco mais de dois anos, mas os animais não sabiam isso...........

Assim, Zavin, qual Noé dos tempos modernos, agarrou na sua Clarisse, nome do seu barco e foi aos quatro continentes recolher animais de todas as espécies. Ao lado de Zavin surgiram Dinguim e Zéguim, que haviam sido recolhidos pelo marinheiro no meio da sua viagem para lugar incerto. Estavam eufóricos com a situação , bem como os seus pais que ficaram aliviados.

Apesar disto, surgiu um outro problema. A comunidade tinha um total de 500 Pinguins, mas só havia lugar para 499. Um Pinguim tinha de ficar de fora e certamente que iria morrer.... pois não aguentaria dois anos sem água.

Ficaram em choque novamente, pois não sabiam o que fazer.

Mais uma vez a Assembleia reuniu-se com o sábio Minguim a fazer de moderador. Voltou a fazer sentido a proposta apresentada por Pinguim San de todos suicidarem. Os pinguins eram assim muito solidário e próximos uns dos outros.

A maioria da comunidade concordou com esta decisão, um por todos e todos pelos pinguins, era o lema dos Penguan.

Só que uma voz não aceitou esta solução. Minguim não queria que assim fosse, porque o aquecimento global iria passar e era necessário que a tribo se mantivesse viva para que no futuro alcançasse um lugar de destaque entre as futuras tribos que se iriam constituir. Era bem possível que conseguissem chegar a Presidente de algumas cidades que se iriam reconstituir após o degelo. Chegando mesmo a lider da Reserva Natural da Antartica, que fora durante muitos anos liderado por um Urso Polar bastante arrogante e até violento. Estava na altura dos Pinguins assumiram as rédeas da Antártida. E para Minguim, depois do aquecimento era o momento ideal para que esse obejctivo fosse concretizado, até porque não haveria listas oponentes nas eleiçoes que se iriam realizar daí a cinco anos.

Estava decidido. Minguim seria o sacrificado, com muita pena dos restantes Pinguins. Ele era um lider, um exemplo a seguir. Fora ele que acabara de conseguir que Zavni aparecesse de repente.

Toda a comunidade despediu-se de Minguim. Uns choravam, outros deram fortes abraços.

Os Pinguins estavam todos no barco, excepto. Minguim e Zéguim o sucessor do primeiro. Cabia agora a ele ser o responsavel pela comunidade Penguan, durante e depois do aquecimento. Os pais de Zéguim estavam emocionados, pois viam o seu filho ser alguém na vida. Já Dinguim estava com inveja do irmão.

Zavni partiu na sua Clarisse em direcçaõ a norte. O Iceberg Crock iria desaparecer daí a minutos e Minguim cairia na agua sendo levado pela corrente em direcção oposta à tomada pelo barco.

Quando sentiu o seu corpo ser tocado na água, fechou os olhos e sonhou......
(continua dia 17..)

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Estas eleições estão um tédio


Faltam apenas três semanas para a votação do primeiro turno, mas, em vez de me empolgar, está me deixando completamente entediada.

Talvez seja porque esteja demasiadamente óbvio que o meu candidato vai perder e que os planos de Lula de continuar no poder estão se concretizando: Dilma vai ganhar e as pesquisas apontam que isso acontecerá logo no primeiro turno.

Ela não passa de um fantoche de Lula, para o PT continuar na presidência até ele poder se habilitar novamente a ser candidato. Inclusive, ela já admitiu que pode não concorrer à reeleição, em um eventual quadro de ela ser Presidente da República e Lula candidato.

Para vocês, que não vivem no Brasil e não tem a oportunidade de assistir a propaganda política, terem idéia, Lula aparece mais na propaganda eleitoral de Dilma, do que ela própria.

Aliás, a única razão pela qual Lula não se candidatou é que a Constituição Federal não permite a reeleição por mais de uma vez consecutiva.

E ele, astuto como é, deu-se conta que promover uma emenda constitucional para permitir mais de uma reeleição poderia lhe custar muito caro, pois não só correria o risco de ganhar a pecha de ditador à Hugo Chávez, como também poderia ser desmoralizado politicamente, uma vez que para promover uma emenda desta estatura, precisaria de três quintos do Congresso Nacional, coisa que ele não tem e não aprovar a emenda seria uma derrota política sem precedentes.

Então, o que pensou Lula? Resolveu eleger Dilma Rousseff, uma mulher de sua confiança, que nunca concorreu a nenhum cargo político, dona de um comportamento extremamente técnico, portanto, uma pessoa que não é uma política profissional, com talento para ser chefiada e sem aspirações a fazer bobagens no governo.

Passados os quatro anos de mandato de Dilma, Lula se candidataria a Presidente da República novamente e aí estaria por mais oito anos. Bom, por enquanto, esta novela parece que segue o script à risca.

Aliados a estes fatos, a eclosão de denúncias por crimes, a meu ver, mais do que hediondos tem tornado essa campanha muito mais chata ainda.

Primeiro, foi a quebra dos sigilos fiscais de várias pessoas ligadas a José Serra, inclusive sua filha e genro, por funcionários da Receita Federal e particulares, filiados ao PT, que chegaram até a falsificar uma procuração, como se fosse da filha de Serra, dando poderes a um despachante para colher dados sigilosos sobre o seu patrimônio declarado à Receita.

E agora surge um novo escândalo envolvendo a Ministra da Casa Civil, Erenice Guerra, que era assessora de Dilma quando esta era Ministra da Casa Civil, que é acusada de tráfico de influência, com seu filho, Israel Guerra, devido ao fato que este, supostamente, aproveitou-se da participação da mãe no governo para intermediar contratos entre uma companhia aérea e os Correios, que é uma empresa pública.

Muito diriam que isso é algo para vir a esquentar a corrida presidencial e eu opino de maneira diferente, pois a grande maioria do eleitorado não é esclarecida e está encarando estas denúncias como armação dos poderosos para derrubar Dilma, já que ela está bem a frente de Serra.

Inclusive, no caso da quebra dos sigilos fiscais, o PSDB, partido de Serra, entrou com representação no Tribunal Superior Eleitoral, pedindo a cassação do registro da candidatura de Dilma, o que para mim foi um erro infantil, já que isso deu a entender que só porque Serra está perdendo, quer utilizar de outros artifícios para tirar Dilma da disputa.

E o pior de tudo é que, embora haja algumas pessoas do PT envolvidas no caso, até agora não surgiu nenhum indício que estas quebras de sigilo tenham sido feitas a mando da campanha de Dilma, razão pela qual o TSE indeferiu o pedido do PSDB.

Para mim, estas denúncias têm efeito contrário e empurram Dilma mais ainda para a o terceiro andar do Palácio do Planalto. Ai que tédio.


Larissa Bona

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Pavões de Portugal....

O Pavão é um animal muito bonito. Especialmente quando abre o seu leque e fica todo vaidoso com a sua beleza.....
Em Portugal há muitos pavões.......
Politicos, economistas, apresentadores, actores, colunistas, desportistas, Presidentes seja lá do que for......
O desafio é escolher os três maiores pavões do nosso país, sendo certo que José Socrates será o mais votado....
mas quem ficará em 2º?

6.3 D. HENRIQUE E O CONDADO PORTUCALENSE - I

1 - Na segunda metade do séc. VII estabeleceu-se nas Astúrias uma linhagem de chefes guerreiros que reividicavam a descendência de Pelágio (o vencedor de Covadonga). Intitulavam-se principes ou reis. E assim começa o processo conhecido por Reconquista. Um movimento cristão que irá progressivamente expulsar os invasores mouros, entrados na Península em 711.
No reinado de Afonso III das Astúrias (866-910) os cristãos chegaram à linha do Douro que nunca mais seria perdida, salvo raras incursões muçulmanas. O seu povoamento ficou a cargo de Vimara Peres (que terá dado o nome a Guimarães). Tratava-se de uma unidade polítíca-administrativa cuja área, com centro em Portucale (perto do Porto) se estendia do sul do rio Minho, até à Terra de Santa Maria, já abaixo do rio Douro.
2 - A partir do séc. X o reino transferiu a sua capital para Leão e passa a usar essa denominação. A sua expansão não pára. O território dividia-se em condados, à frente dos quais está o conde (comes), com poderes delegados do rei. À frente do condado Portucalense estiveram membros da família descendente de Hermenegildo Gonçalves e Mumadona Dias (926 - 968), até 1071. Estes terão sido os pais fundadores de um reino. Mas ainda não o sabiam. A sua relação era então de total vassalagem para com o rei, embora a distância e as particularidades da região fossem cavando o fosso da independência.
O condado Portucalense foi tendo avanços e recuos até chegarmos ao reinado de Afonso VI de Leão (1065- 1109). Este, depois de conquistar Santarém e Lisboa, teve de retirar devido à investida Almorávida, recém chegada de Marrocos e que iria perturbar durante mais de um século a reconquista cristã.
Entretanto, havia-se extinguido a linhagem dos antigos condes portucalenses. O último terá sido Nuno Mendes que, tendo-se revoltado contra Garcia, rei da Galiza, foi morto num reencontro perto de Braga, corria o ano de 1071... Jorge Pinheiro
(continua 4ªfeira)

domingo, 12 de setembro de 2010

A caminho de Bruxelas ou do federalismo disfarçado?

Esta semana foi pródiga em acontecimentos europeus. Durão Barroso estreou o estado da União, uma espécie de reentré politica europeia do tipo norte-americana. A sessão ficou marcada pela polémica da presença dos eurodeputados. Muitos não têm paciência para ouvir Durão e prefeririam ir fazer outras coisas. Ao contrário do que acontece no State of the Union em que Republicanos e Democratas ouvem com atenção aquilo que o Presidente tem para dizer, na Europa ninguém quer saber do discurso do seu lider. Mas será mesmo este o lider? então Herman von Roumpy? e a Presidência do Conselho?.....

Estavam com razões para estar preocupados os Eurodeputados, porque o que Durão disse na sessão preocupa bastante todos os europeus. O Presidente da Comissão tenciona criar um imposto europeu....Ora, isso é bastante grave. Se já temos que pagar impostos por tudo e por nada, mais um que vai para os cofres da Europa não se sabendo bem para que país.....

Quem é que paga? os Estados ou os cidadãos? Somos nós porque quem faz enriquecer o Estado somos todos nós ....

Mas o pior foi a imposição de Bruxelas em relação aos Orçamentos nacionais. A partir do próximo Orçamento é necessário cada Estado enviar o respectivo documento ou a pen para que Bruxelas faça um visto prévio. Se não concordar com a despesa, défice e outros números lá vem a pen para Lisboa para ser alterada. De nada vale PSD e PS andarem a trocar acusações e fazer ameaças de que não vão ceder nas negociações se em Bruxelas os senhores que irão analisar o Orçcamento acordarem mal dispostos.

Esta medida é mais um caminho para o federalismo. Culpa de quem? dos próprios Estados que não são responsáveis e andaram a brincar com o dinheiros dos contribuintes á grande e à francesa! Também é uma consequência da crise.

Com isto os países que têm dificuldade em controlar a despesa e a baixar o défice, como é o caso de Portugal, vão estar dependentes das opções de Bruxelas e das ordens vindas da França e Alemanha, já que a Inglaterra continua entretida na sua Ilha e não opina nem se preocupa com o que se está a passar na União Europeia.

Por tudo isto, a troca de palavras entre os dois maiores partidos portugueses vão deixar de ter interesse....

Ao que chegámos!

sábado, 11 de setembro de 2010

Bandeira Eslovénia

A bandeira da Eslovénia foi adoptada a 27 de Junho de 1991.
O brasão de armas foi um dos aspectos mais discutido antes da adopção da bandeira. Nele está representado o Monte Triglav o pico mais alto da Eslovénia. Também está no brasão o Mar adriático bem como os rios mais importantes eslovenos.
As três estrelas foram retiradas do brasão da casa dinástica dos Condes de Celje.
O branco, azul e encarnado são oriundas de brasões de armas medieval nacionais. Mas foram adoptadas apenas em 1848 durante a Primavera das Nações quando um grupo de estudante de Ljubilana tomou as cores do brasão de armas do Ducado de Carniola e transformou o tricolor igual à bandeira nacional da Russia. Foi apresentada pela primeira vez exposto na Praça Pelsen.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Mulheres XXXII

Dominika Cibulkova
Assim o ténis fica mais interessante.
brevemente votação sobre qual a tenista mais bonita e na próxima 6 feira vamos ficar a saber quem é a miss Olhar Direito

Assembleia de Pinguins - II

(...)

Foi então que a comunidade se uniu, juntou as suas mãos, levantaram os bicos em direcção ao céu e começaram a cantar. Era uma espécie de ritual que Minguim tinha para pedir ajuda aos deuses. Resultava sempre. Há três anos, a comunidade tinha sido salva graças à astúcia de Minguim quando estavam a ser atacados por um grupo de caçadores de pinguins. Dois minutos depois do sábio ter pedido ajuda aos deuses, uma baleia apareceu e comeu o barco e os seus tripulantes. Namiza, como se chamava a baleia, passou a ser heroína e com honras de estátua nesta comunidade. Só que esta também tinha sofrido as consequências do aquecimento global.

Acabaram as prezes mas não tinham surgido resultados. A comunidade estava preocupado. Houve até quem quisesse saltar do Iceberg e ser levado pelas correntes e acabar numa praia qualquer num país tropical sem respiração. Uns que estavam mais nervosos e apreensivos insultaram Minguim e quiseram-lhe bater por este não ter conseguido arranjar uma solução. Todos estavam preocupados e assustados. Familias inteiras agarravam-se e viviam os ultimos momentos da sua vida.

Passaram horas e horas e nada aparecia. O sol era cada vez mais intenso Já não havia Antarticda. Todo o gelo estava derretido. A casa dos Penguan tinha desaparecido e só restava um bocadinho do Iceberg onde se realizavam as assembleias. Não havia espaço livre e eles estavam todos apertados. Já tinha havido dois desaparecimentos, pois Dinguim e Zéguim, heróis de outrora, tinham caído do Iceberg e sido levados pela corrente não sabendo a que parte do Mundo iriam aportar. Mães e pais destes jovens estavam destroçcados.

Quando as familias e amigos já estavam conformados com o destino e a despedirem-se dos seus mais próximos, eis que surge no horizonte um navio de madeira lançado a todo o gás em direcção ao Iceberg.

(continua dia 16)

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Os problemas do Brasil : Saude Publica

Hospitais lotados, falta de profissionais e demora no atendimento, por outro lado a universalização do acesso, umas melhores assistências do mundo em casos de HIV e imunização contra doenças. Neste paradoxo vive a saúde pública no Brasil.

Não há dúvidas que este tema é ainda um dos que mais gera desconforto, pois apesar dos avanços conquistados nos últimos anos ainda os problemas ainda são gritantes. Para o próximo presidente do Brasil, será necessário muito empenho e dedicação para minimizar o sofrimento da população mais carente que necessita do atendimento público.

Projetos e verbas parece que já existem suficientemente, o que falta mesmo é distribuir de maneira mais igualitária e criar mecanismos que dignifiquem e garantam o atendimento. Hoje, uma das maiores causas de reclamações é a falta de atendimento. Esta minha opinião parte da observação que faço diariamente por trabalhar em um hospital público, onde 100% dos pacientes são clientes do Sistema Único de Saúde – SUS. Em grande parte dos casos de reclamações – contamos aqui com um Serviço de Atendimento ao Usuário – o que falta é a informação. O paciente quer apensas saber o que tem e a quem deve recorrer, ele não quer voltar para casa sem a mínima informação, pois o problema que para unidade de saúde pode aguardar alguns dias pelo atendimento para ele deve ser esclarecido na hora.

Este é um dos grandes desafios da saúde pública no Brasil, mas o caminho está aberto e o projeto de humanização do atendimento já funciona em boa parte do setor público. De qualquer maneira o Brasil ainda precisará investir muito mais na reforma e ampliação de postos de saúde e hospitais, assim como na modernização de equipamentos e estruturação da mão-de-obra.

Atualmente contamos com as Unidades de Pronto Atendimento 24 horas - UPA, do governo federal, possivelmente a implantação dessas unidades irá melhorar a qualidade do atendimento público, com a diminuição de filas em hospitais e postos. De acordo com a candidata do governo à sucessão presidencial a proposta é construir mais 500 UPAs pelo país.

Assim, a saúde no Brasil ainda está longe de ser a ideal, mas estamos no caminho certo, pois ter um sistema de saúde pública que compreende um dos maiores do mundo, com atendimento em todas as complexidades médicas e sem qualquer custo ao usuário já é um avanço, mas sem dúvida, sua plenitude dependerá da vontade política em aplicar bem os recursos e garantir a presença de bons profissionais no setor. O contribuinte brasileiro precisa e espera por isso.

Texto de Fernanda Regina da Cunha

Nicola ce qui se passe?

Sarkozy anda louco? Virou fascista ou isto é só uma forma de proteger o seu país? Primeiro foi a decisão de determinar a expulsão de cidadãos romenos de etnia cigana.... Agora o governo quer tirar a nacionalidade a quem se tenha naturalizado francês há menos de dez anos e atente contra a vida das autoridades. Aqui estão duas medidas claramente de extrema-direita, e que visam naturalmente diminuir o número de entradas em França de imigrantes. Sempre fui um admirador de Sarkozy mas estas medidas não vêm em boa medida numa altura em que estamos no meio de uma guerra de civilizações. Ah, é verdade ia-me esquecendo da medida sarkoziana de proibir o uso do véu em locais públicos........já são três na conta de Sarkozy. Afinal as tendências extremistas que o candidato revelou antes de rumar ao Eliseu confirmaram-se numa altura em que as sondagens não lhe são propriamente favoráveis. E estas vêm acentuar esse descontentamente por parte do povo. Sarkozy está a criar condições para mais uma revolta social dentro das fronteiras, para além de que o tema da emigração é muito delicado em França. É mexer com direitos de uma grande parte da população. Também não ajuda o facto de ser permanentemente contra a entrada da Turquia na União Europeia..... São posições radicais a mais que podem levar a que a França tenha de enfrentar mais um conflito social grave.....

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Assembleia de Pinguins - I

Reunidos na gélida Antártica, milhares reuniam-se no Iceberg Crock para decidirem o seu futuro.

Uma ameaça global pairava sobre a espécie. Devido ao aquecimento global e mau comportamento dos humanos, o gelo no Mundo estava a desaparecer e restava apenas uma parcela de gelo na Antartida e o Iceberg Crock que era a Sala de Reuniões da tribo Penguzan, uma das mais antigas familias da sociedade Pinguim.

Para além do ataque dos homens, havia outro problema. Eles eram a unica espécie animal à face da terra. O aquecimento global, ou os humanos tinham exterminado as outras espécies. Apenas os Penguzan tinham sobrevivido ao primeiro Armageddon. Só que também eles estavam em vias de extinção porque o seu habitat natural estava a degradar-se. Nem a pedra Crock conseguiria manter-se.

Por isto tudo, a tribo estava em alerta máximo. Não só porque iriam ficar sem casa mas essencialmente porque os humanos estavam determinados em dizimar toda a fauna na Terra. Os Pinguins eram os unicos existentes.

O Iceberg Crock estava apinhado e não havia espaço para mais nenhum animal, mas também já não era preciso, pois estavam todos os presentes. Os 500 pinguins que faziam parte daquela tribo.

Havia apreensão no seio da comunidade, eles eram os ultimos resistentes não só da fauna no planeta mas também da sua espécie. Pouco mais de três meses atrás, uma tribo vizinha desapareceu para sempre porque o seu Icebergue ruiu................

Pinguins desesperados, uns queriam lutar bravemente contra a situação, outros sugeriram criar uma reserva de comida até que o calor passasse, mas alguém lhe lembrou que já não havia animais na terra.E o problema não era só a falta de comida, mas a ameaça de não terem um habitat em terra, pois nao podiam viver para sempre dentro de agua. E esta em pouco tempo iria secar em todo o mundo. Houve quem sugerisse um arakiri colectivo de uma forma pouco ortodoxa. Os pinguins iriam para um país com muito calor, por exemplo Portugal; e assim morreriam em poucas horas e ninguém sofria.

Apesar destas sugestões vinda de todas as classes sociais era no sábio Minguim que se depositava maior confiança. Este tinha o dom e sabedoria para resolver tudo e mais alguma coisa. Conseguia sempre criar algum feitiço para que o problema fosse resolvido.

(Continua dia 10....)

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Assembleia de Pinguins

Amanhâ começa um novo ciclo no Olhar Direito.
Vamos dar inicio a uma história. Uma Assembleia de Pinguins.
Este é um projecto que estava a ser montado há algum tempo. Depois de várias tentativas e discussão entre os membros do blogue para se dar um cunho diferente do habitual, foi decidido avançar para uma História a realizar neste espaço.
É um risco, até porque a história não está sequer montada e vai sair da imaginação e sentido da mesma, mas aqui no Olhar Direito gostamos de correr riscos.
Temos de inovar sob pena de saturarmos quem nos visita com o mesmo tom.
A história será postada às Quartas e Sextas para não interferir com outros projectos que temos vindo a desenvolver. Não saberemos quando terminará........
Será colocado na barra lateral um link para irem acompanhando com a história.
Juntem-se a esta tribo de pinguins

Já não há palavras.....

...............para descrever tanta vergonha.

Ontem o programa Prós e Contras promoveu um debate sobre o processo Casa Pia. Como não poderia deixar de ser, Carlos Cruz esteve presente, tendo sido ele o principal protagonista do debate. Para além estiveram presentes um vitima, José Manuel Fernandes, o bastonario da Ordem sempre exaltado, Rui Rangel e Daniel Oliveira.

Mais uma vez assistimos a uma campanha de vitimização protagonizado pelo condenado mais mediático deste processo. O antigo apresentador foi ao programa pedir um debate com a vitima que o acusou. Uma vergonha autêntica e que só mostra que CC está preocupado em ser absolvido pela opinião publico e não pelos tribunais. Como homem da comunicação soube muito bem interpretar o papel. A criação de um site, o comportamento do seu advogado, as conferências de imprensa e o inaceitável apontar de dedo a um Juiz no final do programa de ontem só mostram o estado de desespero em que se encontra o antigo apresentador. Carlos Cruz deveria aparecer o menos possível e estar mais resguardado, porque é ele que anda a intoxicar a opinião publica com as suas tentativas de interferência no processo. Deve utilizar todos os meios processuais que tem direito e não fazer cenas ridiculas na televisão.

Mal esteve também Marinho Pinto ao considerar que as penas tinham sido excessivas. Ora, deve ser a primeira vez que um Bastonário comenta decisões juridicas. Defendeu a atitude de Sá Fernandes no tribunal o que é inaceitavel. Mais uma vez percebe-se que a luta de Marinho Pinto é contra os juizes e não a favor dos advogados.

Nenhum dos outros arguidos foi convidado ou sequer mencionado no programa. Para Carlos Cruz esta era mais uma oportunidade de se defender e vitimizar mas acabou por se enterrar mais : aos olhos da justiça e da opinião publica

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Qual é o maior problema do Brasil?

No seguimento do que fizemos para as eleições legislativas de 2009 que se realizaram em Portugal, vamos enumerar uma lista de problemas que afectam o Brasil e posteriormente discutir cada um deles atè à eleição de 3 de Outubro.

Os problemas que afectam o Brasil são :

  • Desigualdade social
  • Saude Publica
  • Educação
  • Violencia
  • Corrupção
  • Falta de Investimento Publico

Consegues identificar o maior problema?

O Mundo em 2020......

Vivemos numa época de grandes mudanças a todos os níveis : económico, social, político e até em termos ambientais.
A crise económica originou um sobressalto em todo o Mundo. Desde então, a sociedade tem-se transformado aos poucos. Os hábitos mudaram e as pessoas estão receosas. Não querem gastar, poupam naquilo que podem mesmo que isso signifique a sua infelicidade.

Esta crise originou alterações nos comportamentos das pessoas. O vale tudo para ficar à frente dos outros é mais frequente e com isso perdem-se valores e principios essenciais. Já não interessa ser-se solidário, honesto, compreensivo e atencioso. Nos dias que correm são os stressados, corruptos e mentirosos que ficam com os maiores louros. Tudo vale para ganhar uma posição que permite uma maior estabilidade financeira, pois isso traz felicidade.

A nível político vivemos tempos muito conturbados e preocupantes. Os Estados Unidos já não são os donos do Mundo e falharam no Iraque e Afeganistão. A China não diz nada mas vai aparecer por aí. A fazer o quê é a grande questão. A América Latina apesar dos Presidentes corruptos continua a crescer num ritmo impressionante. E África tem ouro e marfim. a Europa é o único continente que está a ficar para trás. Não queremos que Alemanha e França mandem em nós, mas também não queremos mandar. Somos escravos da Chinae já nem Obama olha para o Velho Continente preferindo jantar com Vladimir Putin. Então o que nos resta?

E nem a nível ambiental a situação melhora. Todos os dias somos bombardeados com o aquecimento global....que temos de deixar fazer isto e aquilo. Como vivemos então? Não há problema, porque é mesmo em 2012 que o Mundo vai acabar.....

Sendo assim como seria o Mundo em 2020 , caso chegássemos lá?

Haverá uma III Guerra Mundial? Os humanos deixarão de ter relações falando apenas no facebook? Continuaremos apressados e sempre preocupados com a vida alheia? Andaremos a gasolina, electricidade ou já voaremos? As epidemias continuarão a ser a fonte de rendimento das farmacêuticas? Nos países Muçulmanos já poderemos ver o rosto das mulheres? E Socrates? Sai? Não sai?

Nunca vamos conseguir saber a resposta a estas perguntas porque daqui a dois anos o sol explodirá, mas uma coisa é certa: este sistema está esgotado.

Seja o económico, social, politico e ambiental.

São precisas profundas alterações no modos vivendi desta civilização. Tudo tem de mudar, porque isto já não funciona. Já não somos felizes, quer seja em casa, no trabalho e nas relações. Vivemos a mil à hora e não paramos um segundo para pensar. Andamos sempre preocupados sem um tempo para descansar e relaxar, mas quando o fazemos já não temos vontade de trabalhar. Se não é o problema x é o y. Se está calor devia estar e vice-versa. Nunca andamos satisfeitos e por isso é que somos infelizes.

O ritmo em 2020 vai aumentar, porque as exigências serão maiores. As relações tendem a desaparecer e a conversa em familia será menor, pois o dia-a-dia será trabalho, casa, facebook e cama. Haverá mais catástrofes naturais, porque o homem; segundo se diz, se anda a portar mal porque não quer viver na idade da pedra eternamente. A fome aumentará substancialmente e a ajuda será pouca porque estamos cada vez mais egoístas.

Iremos perder a nossa identidade e soberania porque iremos viver num Mundo em que os mais fortes dominarão e os mais fracos se vão domesticar. Haverá pouco espaço para as nossas ideias serem implementadas. A tecnologia irá facilitar as relações humanas ao ponto de passarmos mais tempo em frente ao ecrâ do que a passear, mas também vai permitir que se destrua um país ou uma civilização numa hora.....

Seria assim o Mundo em 2020 caso chegassemos lá, mas como em 2012 o Mundo vai explodir não iremos assistir a estas mudanças.

Tudo porque a Sociedade de hoje já vive assim e o Sol não quer que haja mais sofrimento na Terra......

sábado, 4 de setembro de 2010

SÓCRATES - UMA SORTE LIXADA

Um homem precisa de sorte. Sendo incompetente, ainda mais precisa. Pois o nosso Primeiro-Ministro tem sorte e faz por ela.

Quando tudo parece estar contra ele, eis que vem o líder do PSD, um puto recentemente investido, propor alterações constitucionais que nem o Presidente da República quer. A seguir, esse mesmo rapazinho, anuncia alterações na legislação social e laboral para minorar despesas precisamente agora que o povo mais carece de reforço social. Nas sondagens caiu de imediato. Esqueceu o que disse e começou a dizer mais disparates para negociar a aprovação do Orçamento, tudo em discurso directo nos telejornais e em jornais de referência. Claro que ninguém lhe explicou que vai ter de o aprovar de qualquer maneira, sob pena de o país ficar refém da Comissão Europeia e do FMI. Aliás, pessoalmente espero que fique refém e por longos anos, já que está provado ninguém saber gerir esta “choldra”

Mas sorte a sério é o caso da Rosalina, morta lá no Maricá. O ex-deputado e trafulha encartado Duarte Lima é o advogado. Estará implicado? Não estará? Não interessa. Interessa é que faz ruído comunicacional. Mais primeiras páginas e Sócrates entre os pingos da chuva.

Super sorte é o caso do seleccionador nacional Carlos Queiroz. Vejam bem. Andava tudo incomodado com a política, o orçamento, a economia, o desemprego, eis que algo se sobrepôs: o futebol. O seleccionador chamou nomes ao médico anti-dopping, algures em Maio, ainda na preparação para o glorioso campeonato do Mundo. A Federação para não lhe pagar indemnização, suspende-o. A Comissão anti-dopping, para que não haja dúvidas, agrava a pena. As declarações multiplicam-se. Os juristas dividem-se. Como se não bastasse, Portugal empata 4-4 com Chipre, em casa, ontem, num jogo em que faltou muito dopping... Sócrates inaugura hotéis.

Mais. Finalmente foi lida a sentença dos pedófilos da Casa Pia. Embaixadores, médicos, o grande apresentador da TV, Carlos Cruz, tudo condenado ao fim de 6 anos de processo. Vão ser horas de debates, entrevistas, acusações a figuras públicas, vinganças de bastidores. A roupa suja toda. São todos inocentes, dizem eles, e nós somos todos parvos: os juízes; a judiciária; o Ministério Público; a comunicação social; o povo em geral…

Sócrates tem sorte. Durante muitas semanas basta-lhe não aparecer e mesmo que apareça é igual ao litro. No fundo não é pior nem melhor que a selecção, não é pedófilo, não manda a mãe do outro para aquela parte, não matou a Rosalina… A oposição não sabe o que há-de fazer. Sócrates tem sorte. Muita. E nós? Continuamos mal informados, manipulados, sem representação parlamentar, mal governados e a rirmo-nos muito não sei de quê.
Jorge Pinheiro

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Condenados!!

Carlos Silvino 18 anos Manuel Abrantes 5 anos Carlos Cruz 7 anos Jorge Ritto 6 anos Hugo Marçal 6 anos Ferreira Diniz 7 anos Gertrudes Nunes absolvida

e agora Carlos Cruz a conferencia? vai ser onde?

Lobo

Quem tem medo do Lobo Mau?

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Processo Casa Pia : a face mais negra da justiça

Amanhâ (ou talvez não), Portugal inteiro vai ficar a conhecer a sentença do processo que transformou a justiça no nosso país. Apesar de já estarem a ser preparados recursos que levarão a mais anos de injustiças, tudo acaba no dia de amanhâ.
Depois de 8 anos nos tribunais, arguidos, vítimas e advogados vão conhecer o veredicto final.
Este processo mudou a face da justiça em Portugal pelo mediatismo que teve mas também por ter sido pioneiro no julgamento das pessoas na praça publica. Começou a discutir-se o segredo de justiça, o papel dos Media no acompanhamento dos casos mas essencialmente pela demora que tudo isto levou.
Independentemente da decisão de amanhã, uma coisa é certa : há muito que se deixou de fazer justiça, porque tudo o que se passou à volta deste caso descredibilizou a justiça. O pior é que foi a partir deste processo que as duvidas relativamente ao funcionamento dos tribunais começaram a saltar. Foi com a Casa Pia que se iniciaram os processos ditos "mediáticos" quase todos nascidos e comentados na Comunicação social.
A partir de 2002, nunca foi tão evidente a existência de uma justiça para ricos e de outra para pobres......
Decisões sem sentido, morosidade nos procedimentos, exibicionismo e vitimização por parte de advogados e arguidos, falta de bom senso na abordagem dos Media às ditas vitimas e até o nome do Presidente da Republica foi envolvido.
O faraoeste da Justiça começou com a Casa Pia e parece não ter fim à vista, até porque vão-se alterando leis mas tudo continua na mesma. Tudo porque a mentalidade não se altera e os intervenientes são de fraca qualidade.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

The Blair reveange?

The Tony Blair new confidents written in the "Journey" is betrayal for his sucessor Mr Gordon Brown. If the old PM knew that Gordon Brown would be a disaster as Prime Minister of England, why he choose him as leader of Labour?

This confident is very serious. It appears that Mr Blair has a new side. A kind of dark side that replaces the image of Gentlemen who accompanied him for a long term as PM. Tony Blair says that the role of government on economy "is to stabilise and then get out of the way as quickly as economically sensible" and the "recovery wil be led not by Ministers but by business, industry and people". This sentence is very strange. Who gave total desregulation for the banks? Was Mr Brown by order of Mr Blair. The economic crisis is in part of the old Friends responsability. Blair was the responsible for the economic crises and he left Number 10 before take all responsabilites for the economic crisis that he is in part responsible. He left Brown in a complicated task of covering the country in a quagmire. And now comes and say even say evil of his sucessor?. For me it´s unacepptable this kind of behaviour by the old PM.

In this memoirs, Blair still defend the war on Iraq and Afghanistan. But he admits that the war will never end and the allies probably don´t win. But in one subject, Blair is right. The Allies have to face the extremists and fight them. It is a good suggestion for Obama. He thinks that is necessary a mix of Obama and Bush to attack the West!

With this Memoirs we are facing Blair frustated with his failure of the last years of governance ( Economical crises and War on Iraq, and a lot of demonstrations against him....); or Blair prepares to return to active duty, who is supporting a candidate fot leader of the party such as David Miliband?

I my opinion, we are facing both. First of all, i think he is disappointed to handled the folder to Mr Browns and he had failed. Second, because Tony Blair need politics and to be in center of the world. Third, i think Blair wanted do continue in Number 10 and defeat Mr Cameron in this year election. In my view, the resignation in 2007 was a mistake. The country was not prepared for such big political transformation.

The Labour Party lost the 2010 election on the day that Mr Blair had the stupid idea of left Number 10 , Downing Street....

I think the Blair Journey doesn´t end here...

Pessoas que bebem café sem gostarem dele....

Ainda não são a praga da segunda década do século XXI mas lá chegarão.
Estou a falar daquelas milhares de pessoas que em todo o mundo bebem café.....porque sim!.
Dessas milhares apenas 5 % devem gostar do dito. As outras 95, apenas metem aquele líquido castanho e que sabe mal para copiar aqueles que verdadeiramente amam o café.
São muitos os exemplos que me levam a chegar a estas considerações. Vejamos:
- Aquelas pessoas que chegam ao escritório às 10h00 da manhâ, a primeira coisa que fazem é ir buscar um café. Já chegam tarde ao expediente, mas arranjam uma forma de "empatar" o trabalho mais uns minutinhos. Estas pessoas são sofríveis! É muito irritante o tilintar da colher a mexer o líquido bem como o cheiro que se estende por todo o gabinete. Pior ainda é quando não há café no escritório. Aí soa o alarme, pois pode não haver água, internet nem mesmo luz mas tem é que haver café. E quando o dito chega parece que D.Sebastião ressuscitou. A dependência do Café é tanta que depois do almoço vai mais uma dose. Dizem que é para acordar mas também para ficar menos moles. Ora, eu na unica vez que bebi café fiquei a dormir um dia........
- As pessoas que querem ir tomar café também são muito irritantes. Esses sim, aqueles que ainda dão "prazer" ao café. Nunca queremos lanchar, comer um bolo, dar um passeio, saborear um bom gelado numa tarde de verão ou beber uma coca-cola. Nada disso. Vamos é tomar café! Soa bem e é chique enquanto que as outras propostas são demasiado arcaicas.
Acabando por nunca tomar o dito "café"....
Aposto que a maioria das pessoas quando bebem café querem no seu intimo despejar todo aquele líquido cá para fora. Mas não, é necessário bebê-lo porque isso é sinómino de crescimento.
O primeiro café é o mais importante de todos mesmo tendo em conta que perdemos a conta ao número de "liquidos" que ingerimos numa vida. Mas o primeiro significa o crescimento, a maturidade, o aceitamento por parte da comunidade cafeniana. Embora o caminho para lá chegarmos seja longo e doloroso. Quando somos mais pequenos, perguntamos sempre quando será a nossa primeira vez................
No meio disto tudo o que é o café? uma bebida? droga? líquido? porcaria?.......
Ninguém sabe porque nem o próprio entende porque razão foi inventado......
Share Button