domingo, 31 de Maio de 2009

cartaz Europeias (4)

Ó Nuno Melo, nós também não!
O pior é que deveriam ser (e são...) os portugueses que dizem isso dos politicos....
Posições trocadas ou um equivoco?

sábado, 30 de Maio de 2009

OLHAR A SEMANA - OUÇA UM BOM CONSELHO

É com apreensão e profunda mágoa que vemos o Dr. Dias Loureiro demitir-se do Conselho de Estado. Trata-se de uma órgão que aconselha o Presidente da República. É, pois, importante que nele figurem as várias sensibilidades que integram a sociedade, ainda mais num período conturbado de crise. Ora este ex-ministro de Cavaco Silva, está agora envolvido numas trapalhadas ligadas ao fraudulento Banco Português de Negócios (que já consumiu 2% do PIB nacional). Parece que o Senhor Doutor terá assinado uns contratos e uns papelitos no valor de vários milhões de euros. Negócios que se revelaram ruinosos para o banco e agora para o país, mas não para ele. Parece, também, que está associado a um comerciante de armas libanês, residente em Espanha, com quem tem cozinhado umas receitas temperadas a malagueta nos "off-shores" de Cabo Verde. Um homem destes conhece os "bas-fond" financeiros. A sua experiência governativa, aliada, agora, ao enorme "know how" em negócios escuros, qualifica-o inteiramente para o Conselho de Estado. A ideia de que este órgão, lá por não fazer nada, só deve ter figuras muito impolutas e politicamente correctas é uma erro crasso. O PR precisa de ouvir gente ousada. Gente do mundo real. Gente que consegue boiar no próprio vomitado. Estamos totalmente contra a demissão de Dias Loureiro que vinha, heroicamente, resistindo à pressão da opinião pública. Pensamos que a demissão é uma fuga aos seus deveres de cidadania. O Presidente da República nunca devia ter permitido!
Jorge Pinheiro

Olhar Direito tem o prazer de .....

Livro da autoria do autor do blogue www.rafeiroperfumado.blogspot.com

Dia 31 de Maio as 16:07 na Bertrand da Avenida de Roma

sexta-feira, 29 de Maio de 2009

Palpites VIII

Achas que a FIFA vai aceitar a introdução de novas tecnologias no jogo?

SIM 18 (72%)

NÃO 7 (28%)

O ultimo Monumento

Buckingham Palace

quinta-feira, 28 de Maio de 2009

O Triunfo da Política (dos Porcos)

O porco é um animal que se presta a comer tudo à sua volta. Sem hesitar e se a sua fome assim o exigir, é capaz de engolir o dono, que o tratou de engordar durante anos. Come-lo-à com o mesmo prazer com que se alimenta de bolota, milho, batata ou rações reforçadas. Come-lo-à pois é de seu desígnio comer, para depois, observando-se a hierarquia da vida animal, ser comido. Ao comer e ser comido o porco se cumpre.

Anteontem vimos como a carne de porco vem já embalada em porções desejadas e indesejadas, para que todos possamos escolher entre a verdade de um ex-ministro ou a verdade de um outro apoiante do bloco central. É que neste país onde o Estado até é capaz de criar o privado e onde as instituições todas nasceram a partir da legitimação do “cima para baixo”, não há espaço para outros animais brilharem.

Por isso continuamos neste triunfo da política que não é mais do que um outro triunfo dos porcos comilões, dos que enriquecem com a política, dos que não pedem desculpa, dos que vestem hoje preto e amanhã branco consoante o desfile de moda que melhor os convier.

quarta-feira, 27 de Maio de 2009

As ultimas de Londres IX

Em Londres reunem-se 10 milhões de pessoas. De todo o mundo vêm divertir-se, estudar, trabalhar, passear, passar para a Europa ou para os Estados Unidos....

Em Londres podemos ver o Buckingham Palace, as estrelas de cera do Madame Tussaud, O Museu da II Guerra Mundial, o do Churchill. Podemos ver dinossauros no Museu de história Natural e podemos aprender com o Museu da Ciência.....

Em Londres conhecemos pessoas de variadissimas nacionalidades. Portugueses são 500mil. Mas também há italianos, espanhois, árabes, chineses, japoneses, iranianos.....

Londres é uma verdadeira cidade internacional. É uma metrópole! Nela misturam-se diferentes nacionalidades da qual resulta uma : A londrina? Podemos falar em nacionalidade londrina? Será esta diferente da britânica?

Londres fará parte de Inglaterra psicologicamente ou é um Mundo á parte? É que se virmos bem, onde estão os Ingleses em Londres?

Em Londres tudo é possivel e imaginário. Podemos ter o céu e a terra. Mas também podemos sentir falta da flexibilidade portuguesa, dos sorrisos que os portugueses trazem, dos laços que os latinos constroem, da praia, do sol.....

Em Londres aprendi e diverti-me.....

Nota: As histórias de Piccadilly acabam aqui. Durante 11 semanas tentei trazer o que de melhor e pior se passou nesta cidade e neste país durante o tempo que aqui estive. Espero que tenham gostado e ficado a conhecer um pouco mais das ilhas britânicas.

Barcelona Campeão Europeu 2008\2009

Que acharam do jogo?
Vitória Justa?

terça-feira, 26 de Maio de 2009

cartaz Europeias (3)

Paulo Rangel assina por baixo. Pelo Interesse nacional.. Que interesse será esse? Politico ou apenas pessoal?

Televisão ou Telelixo?

A grande polêmica da semana é o caso da menina Maisa. Para quem não sabe, ela trata-se de uma garota prodígio da televisão, que desde seus 2 ou 3 anos, apresenta programas de TV.

Atualmente, ela tem 7 anos e é contratada do canal SBT (Sistema Brasileiro de Televisão). Maisa apresenta um programa infantil aos sábados e aos domingos participa de um quadro, chamado "Pergunte à Maisa", no programa de Sílvio Santos (dono do SBT e ícone da TV brasileira).

Ocorre que nos últimos dias 10 e 17 de maio, aconteceram os seguintes incidentes no ar:

10/05/2009

17/05/2009


O Ministério Público Federal entrou em ação imediatamente e investiga se a aparição de Maisa não feriu o seu direito à liberdade e o respeito do ser humano em desenvolvimento, protegidos pela Constituição Federal e o Estatuto da Criança e do Adolescente.

A primeira coisa que aconteceu foi a cassação do alvará da Vara de Infância e Juventude da Comarca de Osasco, que permitia que a menina aparecesse no quadro.

Já o Ministério Público do Trabalho promove ação civil pública contra o SBT, contestando as condições de trabalho de Maisa e alegando danos morais coletivos, de maneira que pede indenização de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais, cerca de trezentos e cinquenta mil euros).

O Conselho Tutelar já realizou perícia com os pais de Maisa, que foram bastante criticados com o episódio, e proferiu parecer informando que eles são presentes e preocupados com a menina. A criança não tem ciência de nada do que está acontecendo, pois tanto a emissora quanto os pais, estão ocultando os fatos dela.

Para mim, o que se passou com a pequena Maisa foi um completo abuso. É inadimissível explorar uma criança dessa forma, expô-la ao ridículo em rede nacional. Aliás, a televisão brasileira aos domingos é uma catástrofe, é um dia inteiro de programas apelativos e de gosto duvidoso. Graças a Deus existem os computadores e os livros!

E vocês? Depois de terem vistos os vídeos? O que acham? Maisa foi abusada ou não?

Larissa Bona

segunda-feira, 25 de Maio de 2009

O Facebook veio para ficar?

É a rede social do momento! Não há que enganar, nem como escapar a esta nova forma de comunicar. Após o Messenger e Hi5, o Facebook ganhou adeptos em todo o Mundo. E Portugal não escapa a esta nova realidade.

Uma das grandes diferenças em relação ás redes sociais é que também os mais velhos aderiram a esta moda. Não é só exclusivo de uma faixa etária mas também aqueles que estão numa faixa etária mais avançada, aderiram e apaixonaram-se pelo facebook.

O facebook tem tudo. Podemos criar albuns de fotografias, mostrá-las a todas as pessoas, juntar grupos de pessoas consoante as suas preferências, fazer passatempos, jogar diferentes tipos de jogos, conhecer novas pessoas, fazer links para blogues ou sites, entre outras coisas.

Uma das grandes vantagens do Facebook é criar amizades e estabelecer relações sem ser preciso estar cara-a-cara. Porque com a partilha de fotografias e perfis podemos ficar a conhecer a pessoa naquele momento. E a moda das fotografias veio mesmo para ficar, porque não há foto nossa que não vá parar ao Facebook.

O Facebook atingiu milhares de pessoas. As mais novas, como eu, já estão habituados ás redes sociais. Por isso, é apenas mais uma, das muitas que já tivemos. Mas é diferente pois podemos estabelecer relações com mais durabilidade e rapidez. Mas a novidade foi ter atingido pessoas mais velhas. Que pouco ou nada ligavam á Internet e não utilizavam as redes sociais.

O Facebook trouxe um novo conceito de estabelecer relações.

domingo, 24 de Maio de 2009

Desta nem a Rainha os Salva VIII

É o escandalo politico do momento em Inglaterra.

Como sabemos, o sistema eleitoral britânico é diferente do português. Os deputados são eleitos consoante o seu circulo eleitoral. Isto para que esse mesmo deputado represente quem o elegeu na Câmara dos Comuns. Assim se for necessário reclamar ou pedir qualquer coisa, fazemo-lo junto desse mesmo deputado. Para que este o possa fazer na Câmara dos Comuns. Assim sendo, cada deputado do Parlamento tem que se deslocar da sua cidade para Londres todas as semanas. E assim ter mais do que uma casa.

Quem patrocina essas mesmas casas são os contribuintes. Visto que as remunerações dos deputados são pagas pelos contribuintes. O problema que se coloca é que a maioria das segundas casas, as de Londres, são um autêntico luxo. Por exemplo, numa casa de um membro do parlamento em Londres estava a viver a filha do mesmo com o namorado. E o contribuinte a pagar. Noutra casa foi construído um lago com patos. E o contribuinte a pagar.

Com o desenrolar deste escândalo, vários episódios seguiram-se. O Speaker da Câmara dos Comuns ( o senhor da fotografia...) teve que se demitir. Por ocultar estas situações. Foi a primeira vez em 300 anos que tal aconteceu. Vários deputados foram ter com os seus eleitores e explicar o sucedido. Houve desculpas em público. E Gordon Brown está debaixo de fogo. O seu mandato é para esquecer. Quem ganha com isto é David Cameron, lider do partido conservador e provavel futuro Primeiro-Ministro.

Como é natural os ingleses estão furiosos. Para eles isto é uma vergonha e põe em causa o funcionamento da democracia. Para mim isto é uma novidade, pois pensava que a democracia britânica era perfeita e exemplar.

De realçar a atitude do Speaker da Câmara dos Comuns ao demitir-se. Não ficou agarrado ao poder, não fez vista grossa e não tentou culpar antecessores. Em Portugal, provavelmente tudo ficava na mesma, ninguém se demitia e ficava com responsabilidades. Ouvir deputados a pedir desculpa em directo na Televisão e a explicar aos cidadãos esta situação, é uma novidade. É uma lição que os politicos portugueses devem tirar e aprender. Por estes gestos também se vê a diferença de mentalidades. E uma das razões porque os portugueses estão descontentes com os politicos também tem a ver com isto.

OLHAR A SEMANA - VALORES

Durante anos não me preocupei nada com os valores sociais ou com a falta deles. Mais, essa história dos “valores” cheirava a mofo de sacristia ou a política serôdia de direita passadista. Mesmo perante a insistência dos telejornais onde os assaltos, raptos, pedofilia, assassínio e corrupção parecem ser as únicas coisas que acontecem, mantive-me empedernido. Valores? O que é isso? Querem é montar uma nova ditadura e mandar-nos todos para a catequese!
A verdade é que eu dou por adquiridos esses valores. Eles fazem parte do meu “acquis” cultural e de personalidade. Recebi-os dos meus pais e passei-os aos meus filhos de forma natural. Sem qualquer esforço. Sem necessidade de que qualquer entidade os mediasse. Sem reparar. Mas será assim com toda a gente? Porque temos a sensação de voltar a viver num mundo novamente inseguro, a resvalar para a barbárie? Que se passou nos últimos 20 anos? Que se vai passar com o agravar da crise económica e social?
Olhamos à nossa volta e temos uma renovada sensação de Idade Média, em que os bairros sociais, bem demarcados e isolados, lembram as antigas mourarias e judiarias. Em que os condomínios fechados são verdadeiros castelos medievais, com torres e ameias intransponíveis e bem guardadas.
A má política de integração e assimilação das migrações, quer na Europa, quer nos USA, acabará por gerar um xenofobismo e racismo incontroláveis. O perigo de rearmamento e de confrontação militar surge a propósito de novos problemas: o acesso à água; as alterações climáticas; as energias; a fome que cada vez está mais a norte…
Os políticos dizem exactamente o que o eleitorado quer ouvir e o eleitorado quer ouvir exactamente o que os políticos dizem Estão bem uns para os outros. Vivemos todos muito contentes nesta mediocridade de avestruz. Vivemos a mentira institucionalizada. É a competição para prometer mais. Ninguém vai para a política para perder eleições. As elites são fracas, pouco corajosas e cada vez estão mais distantes do poder.
Vivemos no reino do “Estado Espectáculo” que rapidamente vira comédia. Nós, somos o “Idiota Feliz”. O cidadão que consome e vai ao circo. Só se revolta quando não tem dinheiro. Não percebemos que os valores não são cifrões.
Onde estão, então, os valores? Para mim que estou entre o ateu e o agnóstico, num limbo social diletante, esses valores são o tal “acquis”. Sedimentação de muitas gerações. Não preciso da religião para me “portar bem”. Basta-me a Lei e o Civismo. Mas bastará a toda a gente? Temo que não. Temo que voltaremos, tal como na Idade Média, a precisar dos Códigos de Conduta implícitos em todas as religiões para não voltar a cair na barbárie. Temo que vamos ter de voltar à catequese!
Jorge Pinheiro

sábado, 23 de Maio de 2009

sexta-feira, 22 de Maio de 2009

O Que Não Tem Decência Nem Nunca Terá

Recebi, ontem, um telefonema. Atendi-o primeiro como indivíduo. Quando entendi que era para mais uma sondagem, desta vez para um órgão do Estado descentralizado, passei a entendê-lo como cidadão, não porque seja um acto cívico responder a sondagens, mas apenas porque a curiosidade aguça o engenho, elemento essencial de uma pertença estadual e democrática.

A entrevista, dos elementos que consegui reter, e de alguns conhecimentos que adquiri na área, não passou de uma simplificação que os actuais refazedores do Estado aplicam ao conceito de opinião pública, centrando-o nos números de uma qualquer liberdade poética.

No final perguntei se a dita sondagem estava a ser conduzida pelo pessoal técnico-público, ao que me foi respondido, em linguagem outsourcing, que era uma empresa a conduzir o mesmo a mando do tal órgão público. Não digo que órgão público era pois o que importa é que este exemplo se multiplica em tempos de campanha política. Os partidos no governo dos órgãos públicos utilizam os recursos de todos, para o melhoramento do seu programa político. O uso destes recursos em estudos, quer feitos por empresas contratadas, quer por pessoal administrativo a mando do chefão politizado ou do quadro posto pelo partido, permanece realidade do que não tem decência nem nunca terá, do que não tem vergonha nem nunca terá!

Palpites VII

Achas que a cura para o cancro e a sida vai ser descoberta?

SIM 21 (72%)

NAO 8 (27%)

Agora passamos a ser 8

O Olhar Direito ganhou um novo membro. Trata-se do Bruno Gonçalves Bernardes.

Com esta entrada a Equipa do Olhar Direito fica fortalecida e com 8 membros. Desde já, agradeço ao Bruno por ter aceite o convite para integrar a nossa equipa.

Devido ao crescimento deste blogue é igualmente importante que o numero de colaboradores aumente, passando a contar agora com uma visão diferente daquele que existiu até agora.

As responsabilidades perante os nossos leitores aumentam e daí termos decidido acrescentar qualidade á equipa do Olhar Direito.

Após ano e meio de existência continuamos a Olhar o mundo, o país, as pessoas, os problemas bem Direito.....

quinta-feira, 21 de Maio de 2009

O primeiro Frente-a-Frente

No TVI 24

e no Olhar Direito...

Acompanhe todos os detalhes e o pós-debate

Conhecer as Instituições Europeias

A União Europeia tem três instituições que merecem destaque. São elas que decidem o destino de milhares de cidadãos europeus....

Vamos conhecê-las.....

Parlamento Europeu

O PE é directamente eleito pelos cidadãos da UE para representar os seus interesses. As eleições realizam-se de cinco em cinco anos e todos os cidadãos têm o direito de participar. Qualquer cidadão europeu pode ser candidato. Os deputados do Parlamento Europeu não estão organizados por blocos nacionais mas sim por partidos politicos. O PE tem três locais de trabalho. Bruxelas, Luxembourgo e Estrasbourgo. Sendo que é em Estrasbourgo que funciona o plenário. O PE tem os seguintes poderes : adoptar actos legislativos europeus, pode aprovar ou rejeitar membros da Comissão, poder orçamental.

O Conselho da União Europeia

É o principal orgão de tomada de decisão da UE. Conjuntament com o PE, o Conselho pode adoptar legislação e aplicá-la. No Conselho estão representados os representantes dos Estados-Membros. Os chefes de governo ou um Ministro. As relaçõs da UE com o Mundo nos mais diversos dominios como segurança, economia, finanças, politica externa, educação... são da exclusiva responsabilidade do Conselho da UE.

Não confundir o Conselho da UE com o Conselho Europeu. No CE reunem-se os chefes de governo ou de Estado dos Estados-Membros. Neste conselho que se realiza quatro vezes por ano. Nela estão incluidos e são decididos as grandes questões da União Europeia. Aquelas que no momento são necessárias resolver.

A Comissão Europeia

É o governo da União. Existem 27 comissários, um por país da UE. A comissão tem que ser aprovada pelo PE. Tem a duração de 5 anos. O mesmo que o PE. Isto porque após eleições é preciso definir uma nova comissão aprovada por um novo Parlamento. São os Estados Membros que por comum acordo designam o Presidente da Comissão. Este tem que escolher os seus comissários. E assim se for aprovada no PE, a Comissão entra em plenas funções. Tem que ser formalmente designada pelo Conselho deliberando por maioria qualificada.

Com esta pequena informação espero ter contribuindo para que melhor se conheça e interiorize os poderes dos Orgãos Europeus, que são cada vez superiores aos poderes nacionais....

quarta-feira, 20 de Maio de 2009

UK, is another Continent? VII

As we the United Kingdom and Europe are very different. The customs, the way of life, their history and also the people.

United Kingdom, or England was one of the founders of the European Union. This was one of the Churchill´s dream. After the Second World War, England had a importante role on the reconstruction of Europe, and their safety.

That´s why it is strange the nowadays behaviour´s about the European decisions to unify and make the European Space Community.

It is not about the coin. Instead of the British people do not adopt the Euro! Because the Pound is a traditional coin? more powerful? Bu it is complicated and borring, also unsual change money when we want go to the United Kingdom...

Also Schengen is not accepted by the British Government´s. Why? Security reasons? Afraid? It is unsual and also slow. And the passport is bigger than the Identity Card. Every country of Europe adopt Schengen. Is a free space, more quickly and superficial. That´s the reason in Europe we believe in a guarantees freedom of people and goods. Why you not count meters instead of Yards?

One of the biggest examples of the United Kingdom and Ireland are unlike the most of European South, Center and East Europe; is the recently rejection of the Lisbon Treaty by the Irish people. The conservative and traditional rules prevail over the new ideas, changes and modernization.

Seems like the United Kingdom are a little bit alone in the XXI Europe. They drive for the left and the most European Countries to the right. And is not only in the road..... Is in the customs, people, feelings, rules, enviroment.

This is to continue or there will be changes?

terça-feira, 19 de Maio de 2009

cartaz Europeias (2)

O PS esteve na assinatura da adesão á União Europeia em 1985 com Mário Soares

Esteve na decisão de aderir ao Euro com António Guterres

Esteve na assinatura e ratificação do Tratado de Lisboa com Sócrates...

Por isto, justifica-se o voto?

Welcome Brasil Foods



A manchete que hoje povoa os jornais, telejornais e portais de internet no Brasil é: Perdigão e Sadia assinam acordo de fusão.

Esta fusão resultará na Brasil Foods (BRF), a décima maior empresa de alimentos das Américas e a segunda maior empresa alimentícia do país.

Serão ao todo 119 mil funcionários, 42 fábricas, mais de R$ 10 bilhões em exportação por ano (cerca de €3,5 bilhões) e um faturamento anual líquido de R$ 22 bilhões (aproximadamente €7,5 bilhões). Definitivamente, uma gigante!

O contrato de fusão só foi assinado ontem à noite, mas mesmo assim as ações das duas dispararam na Bolsa de Valores de São Paulo, em um dia que o IBOVESPA[1] subiu 5%. Aliás, na primeira quinzena de Maio, apenas com os rumores do negócio, o valor de mercado de ambas subiu cerca de 13%. O anúncio oficial da fusão acontecerá às 10h30min da manha (horário de Brasília) em uma coletiva de imprensa.

Muito embora o contrato tenha sido assinado, o negócio ainda não está por todo concretizado, pois a fusão ainda deve ser analisada pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) [2] e pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) [3].

Sem sombra de dúvida, este negócio favorece bastante o Brasil, no sentido em que se cria mais uma multinacional para angariar divisas para o país.

Por outro lado, o seu efeito para o mercado interno não tende a ser dos melhores, juntas, Sadia e Perdigão, concentram 83% do mercado de frios e congelados no país, o que pode elevar o preço do produto, de modo que esta fusão será um grande desafio para o CADE.

Espera-se que o CADE faça as duas empresas assinarem um APRO (Acordo de Preservação de Reversibilidade da Operação). Ou seja, que as marcas e as operações das empresas sejam mantidas separadas enquanto a fusão não é completamente aprovada, podendo até ser determinada a venda de algumas marcas das empresas, como aconteceu com a fusão da AMBEV (que hoje é Anheuser-Busch InBEV), onde se determinou que a marca Bavária fosse vendida.

Os produtores de suínos e aves estão preocupados, porque haverá perda no poder de barganha no momento de negociar preços e custos.

Já alguns empresários dizem que não haverá problemas com os preços, que se aumentarem demais, o mercado se encarregará de trazê-los ao patamar normal. Só que eu fico na dúvida: como é que o mercado regula um setor que só terá praticamente uma empresa?

Temos que analisar os dois lados da moeda, se você é investidor e apostou nas ações dessas empresas, parabéns, você se deu bem. Se você é só consumidor, que pena, se deu mal, a sua pizza comprada no supermercado ficará mais cara.

Quanto a mim, bem, não investi em nenhuma das duas (que droga!), mas em compensação a pizza que eu gosto é de outra marca: a Batavo.

Larissa Bona

[1] Índice da Bolsa de Valores de São Paulo
[2]
Órgão fiscalizador do mercado acionário no Brasil
[3]
Órgão de defesa da concorrência

segunda-feira, 18 de Maio de 2009

Adeus a Figo

Luis Figo terminou ontem a carreira aos 36 anos.
Notável a sua carreira.
Passou por clubes como o Sporting, Barcelona, Real Madrid e Inter de Milão
Ao serviço de Barcelona, Real e Inter foi campeão. Pelos merengues ganhou uma Champions League

Pela Selecção Nacional foi capitão e campeão em Lisboa 1991 na categoria de Juniores. Faltou ganhar aquela final em 2004 no Estádio da Luz para o seu curriculo ser "completo"...

Ontem o futebol disse adeus a um grande Senhor...

Tema do dia VI

" NÓS PORTUGUESES SOMOS PATRIÓTICOS?"

maio 2009 - 6ºevento

domingo, 17 de Maio de 2009

OLHAR A SEMANA - DINHEIRO VIVO

As eleições estão a chegar. Foi este o momento escolhido para os partidos políticos atacarem a crise. Resolveram incentivar a economia. Inflamar confiança. Reactivar o comércio. Derramar transparência no sistema. Em boa hora o fizeram! A classe político em total unanimidade, uniu-se contra a crise e votou, a uma só voz, uma nova lei de financiamento dos partidos e das campanhas eleitorais que faz passar de 22500 euros anuais, para 1,2 milhões de euros anuais (em percentagem é fazer as contas...) a quantia que os partidos podem receber em dinheiro vivo, isto é sem necessidade de titularização por cheque ou outro instrumento financeiro; sem recibo; sem nada. É nas alturas de crise que e vê a coragem e o bom-senso. Cá está um exemplo a seguir. Um estímulo indispensável para o aumento do consumo. Um apelo à economia paralela que tanta falta nos faz. Enfim, ao desenvolvimento e à transparência. Os tribunais agradecem. A abarrotar de processos, ficam com menos uns casos de corrupção e tráfego de influências nas pendências judiciais. A lei, a meu ver, até peca por defeito. A democracia é uma acção permanente de dar e receber. Quanto mais se dá, mais se recebe, logo mais democracia! Esperemos que o Presidente da República não vete...
Jorge Pinheiro

sábado, 16 de Maio de 2009

Lisboa

Fotografias de Lisboa

Bandeira da Alemanha

A bandeira da Alemanha é um tricolor.

Consiste em três bandas horizontais iguais ou mostrando as cores nacionais da Alemanha : Preto, encarnado e dourado

a tricolor preta apareceu primeiramente no começo do século IX. Alcançou importância durante a revolução de 1848. Durante a Republica de Weimar e após a Primeira Guerra Mundial, a tricolor foi adoptada como bandeira da Alemanha.

Após a Segunda Guerra Mundial, a tricolor foi designada como bandeira de ambos os países. Alemanha Oriental e Ocidental.... Depois da reuinficação da Alemanha a 3 de Junho de 1990, esta permaneceu como a Bandeira da Alemanha.

Os esquemas de cores preta-vermelha-dourada possui vários significados. Estas cores representam não só a liberdade alemâ mas também a do seu povo.

Duas teorias que conduzem ao nascimento da bandeira da Alemanha :

1- É que ela foi inspirada com base nos uniformes dos Freikorps, tropas do major Lutzower que lutaram contra Napoleão.

2- Outra é que ela é uma reprodução da bandeira do Sacro Império Românico-Germânico

sexta-feira, 15 de Maio de 2009

Mulheres VIII

Beyoncé Knowles

A Menina bonita do momento.

Segunda Feira ao Vivo no Pavilhão Atlantico

Top 5

- Uma mulher ( de preferência loira de olhos azuis. A Nicole Kidman servia..)

- O meu pc portátil (para actualizar o blogue...)

- Um livro que durasse uma eternidade a ler

- Um CD com as melhores músicas

- Os meus inseparáveis "Óculos de Sol"

quinta-feira, 14 de Maio de 2009

O pacifista Gandhi

Quem não conhece Mahatma Gandhi e a sua história? Provavelmente toda a gente, mas é sempre bom recordar alguém que faz parte da nossa história. Principalmente da história pacifica, que tem tantas guerras e violência. Gandhi preferiu a paz e ainda hoje é recordado.

Foi um dos defensores e fundadores do moderno estado indiano. E um dos idealizadores do Satyagraha, que é o principio da não agressão e não violência durante uma revolução.

Nasceu a 2 de Outubro de 1869 e liderou mais de 250milhões de Hindus. Tirou Direito em Londres apesar de na altura ter sido imposto uma lei natural na India que não se devia ir estudar para Inglaterra.

A sua primeira luta foi em 1906. Quando o governo de Transvaal quis registar a população hindu inteira. Muitos deles desobedeceram a esta regra. Foi a chamada desobediência civil. Um ano após a implementação da prática desta lei pelo governo de Transvaal, Gandhi e outros civis foram presos.

A sua punição foi nada mais nada menos do que a Leitura. Durante mais de seis anos passou a vida a ler. Foi aí que tomou contacto com Leon Tolstoi. Foi por influência de Tolstoi que Gandhi descobriu a desobediência civil.

Anos mais tarde, após o seu regresso á India em 1917 , Gandhi foi um dos "mentes" da consciencialização da sociedade indiana. Foi ele que assumiu o protagonismo na luta pacifica da sociedade hindu e muçulmana pela independência da India.

Apesar de várias vezes ter sido detido, Gandhi era o unico que controlava e acalmava as massas.

Gandhi era o responsavel pela organização de massas. Mas a sua filosofia era a desobediência civil. Mas pela não violência e pacifismo. Os 5 pontos do seu programa eram: igualdade, nao uso de alcool ou droga, união hindu-muçulmano, amizade, igualdade para as mulheres.

A marcha pacifista mais conhecida, organizada por Gandhi foi a "Marcha do Sal" em 1930. Queria que as pessoas britânicas se tornassem não violentas. A marcha durou 24 dias em direcção ao mar. Nela participaram 60.000 pessoas.

A 30 de Janeiro de 1948, Gandhi é assassinado

quarta-feira, 13 de Maio de 2009

O Papel de Portugal na Europa

Quando se apresentou o projecto de entrada de Portugal na então Comunidade Económica Europeia, as vozes dividiram-se entre o sim e o não. As questões fracturantes dividiam-se entre a economia nacional e os aspectos ideológicos de cada grupo partidário. Enquanto os primeiros afirmavam a importância de Portugal entrar no comboio europeu, para modernizar o tecido económico, os segundos dividiam-se entre aqueles que temiam a infiltração dos chamados capitais estrangeiros e os que falavam na iminência do final da cultura portuguesa, definida no seu espaço próprio.

O grupo dos segundos esquecia-se da inevitável gestão de dependências que Jean Monet invocara duas décadas antes e que prevalecia como mote da integração europeia, entre potências ainda há pouco metrópoles de impérios coloniais. O que prevalecia para Portugal era a gestão dessas teias de dependência que nos ligavam ao mundo e ao mercado económico europeu; era, então, essa constante que guiava a escolha pela integração no projecto europeu.

Outra dicotomia, esta apresentada por Agostinho da Silva, colocava-se desta forma: seria Portugal que precisava da Europa ou seria a Europa que precisava de Portugal? Ao longo de todo o processo integrativo, a empírica tem-nos demonstrado que o primeiro pressuposto se sobrepôs ao segundo, visto que tanto os fundos estruturais como as constantes reformas sistémicas e do acesso a uma vida mais citadina e com maiores oportunidades, num regime capitalista, homogeneizante e de tendência liberal e anti-personalista, se impuseram em Portugal. Durante toda a dinâmica, as instituições democráticas e os grupos apoderaram-se de um acervo europeizante, ao que lhe podemos incluir a continuada caça aos fundos estruturais, a bruxelização dos partidos portugueses com a supranacionalização das suas estruturas representativas no Parlamento Europeu, o arranque dos new deals cavaquista e guterrista com a proliferação de clientelas tanto agregadas às obras públicas e às encomendas de estudos aos “amigalhaços” e “gajos porreiros” das empresas de consultadoria e advogados.

O que continua a faltar neste processo é um Portugal que seja a voz dos povos oprimidos da Europa, dos pequenos Estados, na criação de um G20 europeu contra o directório das grandes potências que continuam a comandar as hostes. Portugal tem de ser o comandante de um movimento que humanize a política e a economia, como diria o ex-eurodeputado Francisco Lucas Pires; pois, quando fomos capital de um império já éramos colónia e passámos a entender os mundos do Norte e do Sul. Tentemos uma Europa que se portugalize no melhor que temos, que é a própria natureza do português que é a do fazer-saber, sabendo fazer, com uma sociedade comunitarista, de partilha na justiça.

Bruno Gonçalves Bernardes, Lisboa, 9 de Maio de 2009

terça-feira, 12 de Maio de 2009

Situação dos homossexuais no Brasil

O judiciário brasileiro se depara com o um caso inédito envolvendo homossexuais. Trata-se da história de Adriana Tito Maciel e Munira Kalil El Ourra, elas formam um casal gay e tiveram gêmeos. Munira doou os óvulos, que foram fecundados por sêmen de um pai não revelado, e gestados por Adriana.

Os bebês, uma menina e um menino, nasceram dia 29 de Abril, mas até o presente momento não foram registrados porque as mães entraram com uma ação na Justiça para que nas suas certidões de nascimento constassem os nomes das duas.

O juiz denegou o pedido de filiação porque a Constituição Federal só reconhece o casamento e a união civil entre um homem e uma mulher, portanto, elas não são uma família no sentido legal do termo. A filiação no Brasil só é estabelecida pelos laços genéticos, adoção ou pela presunção de paternidade, que só ocorre com o casamento, de modo que se volta ao ponto inicial: não há casamento gay no país. Se o caso estivesse sendo julgado no Rio Grande do Sul, que é onde a interpretação jurídica é de mais vanguarda, talvez o juiz tivesse deferido o pedido.

A tendência será a Justiça determinar que as crianças sejam registradas apenas em nome da mãe biológica, ou seja, Munira, mas como está havendo grande repercussão, talvez tenha outro fim.

A advogada do casal, Maria Berenice Dias, que é a única especialista em direito homoafetivo de quem já tive notícia no país, alega que as crianças devem ser registradas no nome das duas para garantir sua segurança familiar, pois na eventualidade de uma futura separação, estariam vulneráveis.

No Brasil inexiste legislação que regulamente a situação dos homossexuais. Na verdade há um mar de jurisprudência e nada mais. Isto é, hoje quem resolve a vida dos gays são os juízes e não a lei, como deveria ser.

Há casos como o do filho da cantora Cássia Eller, cuja guarda foi dada à sua companheira após a morte da mãe, e de um bancário do Piauí que teve concedido, pela Justiça, o direito de incluir o seu companheiro como dependente no imposto de renda. Mas todos estes casos foram resolvidos judicialmente, não há lei.

Se formos analisar a Constituição, encontramos vários artigos que poderiam ser suscitados na defesa do casal de lésbicas:

Art. 1º, III (dignidade da pessoa humana como fundamento da República Federativa do Brasil);

Art. 3º I e IV (é objetivo do Brasil construir uma sociedade livre, justa e solidária e promover o bem de todos, sem preconceitos de origem raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação);

Art. 5º, I – homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição.

Entretanto, deve-se levar em consideração que a mesma Constituição em seu art. 226 é clara ao determinar que a entidade familiar é formada exclusivamente por homem e mulher.

E então? Como se resolve isso? Pois nós, juristas, aprendemos que nenhum artigo da Constituição é mais importante que o outro e que devem ser interpretados de maneira que não haja conflitos. (lições do mestre Canotilho).

Minha opinião é que a lei vigente não discrimina os homossexuais, mas sim a ausência de leis regulamentando as relações homoafetivas.

Realmente, é injusto que uma pessoa que paga seus impostos (porque o princípio da igualdade é absoluto para o pagamento de impostos, para isso definitivamente não há discriminação) não tenha direito a casar-se, a pensão, a declarar seus parceiros no imposto de renda, a ter filhos, baseado apenas em sua condição sexual. Não é porque alguém ama um homem, uma mulher ou um poste que vai deixar de ser brasileiro.

Este tipo de interferência só seria aceitável se o Brasil fosse um Estado religioso. Mas como somos um Estado laico, que prega a igualdade entre as pessoas e o repúdio à discriminação, temos de ser coerentes com nossos "credos".

Por outro lado, é bastante perigoso contrariar o que está disciplinado em lei, pois querendo ou não, o registro dessas crianças com duas mães é ilegal, o que põe em risco a segurança jurídica do ordenamento brasileiro. O que se deve fazer, pelo menos o que se espera com esta causa, é modificar a lei, de forma a permitir este tipo de manobra.

Então se chega à outra controvérsia. Quem faz as leis são os parlamentares eleitos pelo o povo, de forma que, em tese, eles são a voz da sociedade brasileira. Será que a nossa sociedade está preparada para aceitar, formalmente, uma família formada de pais homossexuais?

Assunto a se pensar.

Larissa Bona

segunda-feira, 11 de Maio de 2009

cartaz Europeias (1)

A CDU fará mesmo diferença na Europa?

Um partido que defende as ditaduras do Laos, Vietname e Coreia do Norte fará mesmo falta a uma Europa democrática e livre?

Portugal: A crise da salvação.

Somos à entrada na segunda década do século XXI um país atrasado e sem uma sustentabilidade própria. Se nos envergonhávamos de ser cauda da Europa quando esta ainda era dos 15 agora, em plena Europa dos 25 antes de escondermos a cara de vergonha devemos sim procurar soluções viáveis para ultrapassarmos os problemas que se nos colocam.

Somos um país que apesar de tudo tem-se conseguido modernizar no entanto Portugal parece querer apenas viver para o imediato não meditando a longo prazo. O exemplo mais crasso de tudo isto é a imensidade de obras públicas que o Estado português tem vindo a fazer de alguns anos a esta parte. Não é uma questão de partidos, é muito mais que isso, também não é uma questão de pessoas capazes ou menos capazes. O essencial é a existência de uma mobilização social e uma fortíssima aposta na educação, aposta essa que não tem sido suficiente apesar de existirem alguns progressos nessa mesma área. A evolução de Portugal parece ser realmente efectiva quando saímos à rua nos dias de hoje e nos lembramos como era Portugal à 10 ou 20 anos atrás. A cabeça dos portugueses é que parece que não mudou assim tanto quanto seria de esperar: continuamos a ser um povo saudosista, um povo profundamente conservador e que se lamenta e chora mas que efectivamente não coloca as mãos à obra para trabalhar. Ao longo da nossa história tudo nos caiu do céu, limitamo-nos durante muito tempo (durante os séculos XV e XVI) a ser merceeiros e nada mais. Assim sendo aquele que encaramos como sendo o momento áureo da nossa história é não mais que o momento da nossa queda, queda essa feita a pique até à entrada na CEE. A quando da entrada na CEE fizemos exactamente o mesmo que nos séculos XV e XVI, o dinheiro veio e foi gasto ao desbarato em alcatrão quando seria inteligente gastar esse mesmo dinheiro em auto-estradas de cérebros ou seja na educação.

O atraso de Portugal não pode ser visto como falta de oportunidades de evolução mas antes pelo contrário: pelo excesso, pela abundância, por estarmos eternamente à espera que tudo caia do céu. Deveríamos portanto olhar para a crise de uma forma diferente tentando encontrar na mesma aspectos positivos. Talvez com as dificuldades permanentes que este tempo nos coloca aprendamos a ser melhores gestores em tempos de abundância. Necessitamos de um espírito “Euro 2004” aplicado não à selecção mas sim a todo o país.

André Rocha, 10 de Maio de 2009

domingo, 10 de Maio de 2009

No meio das celebridades VI

Estava eu a andar tranquilamente no meio de Londres quando de repente oiço uma música. Olho lá para dentro e decido ir ver o que se passa.

Quando chego lá dentro vejo que há uma festa. Bora ir, festa é sempre festa mesmo que seja ás 5 da tarde. Mas aquela não era uma festa vulgar. Lá dentro estava Samuel L. Jackson, o "grande" Morgan Freeman ,George Clooney, Beyoncé e Jennifer Lopez. Posso tirar uma fotografia contigo?perguntei. Agarro-me a ela com tudo. o casal Beckham estava lá, mas rodeado de seguranças como sempre. Também estava presente o casal do momento : Angelina Jolie e Brad Pitt. Decido arriscar e dançar com Angelina e meter Brad Pitt cheio de ciumes..... Mas a dança não durou muito porque de repente vejo uma mulher linda, loira e de olhos azuis. Começo a olhar e penso : Será possivel? É mesmo ela? É a minha divaaa???? Era mesmo NICOLE KIDMAN!!! Em carne e osso!! Largo Angelina e vou a correr direitinha para Nicole. O que faço? Dou-lhe um grande beijo! E está cumprido mais um sonho de criança......

Passado o excitamento da festa, decido ir aos estudios de Hollywood e Bollywood. Lá dentro estão Michael Caine (um senhor..) e Spielberg. Mas também o homem-aranha, Hulk (não o jogador do FCP...); e uma senhora de Bollywood de nome Aiswarya Rai. Não esquecer a presença do Senhor Sean Connery.

A zona desportiva é das mais interessantes. E onde estão a maioria dos idolos. Para começar onde mora José Mourinho. Dá cá mais cinco, José!! O Special One não se fez rogado e aceitou sem arrogâncias tirar uma fotografia comigo. Tal como o Johann Malu, o famoso jogador de Rugby da Nova Zelandia. Tentei fazer um ensaio com ele, mas eu estou com uns quilinhos a mais.... Lewis Hamilton estava para aqueles lados, mas eu gosto mais de Kimi Raikkonen

Do desporto para a politica onde estão os "senhores do mundo". Obama é o mais requisitado. Pudera, ele trouxe "Mudanças" a este mundo. Mas o que eu quis mesmo era tirar uma fotografia ao lado de George W. Bush e mostrar que ele (ainda) tem apoiantes neste Mundo tão ingrato. Nem que seja só um..... e que seja apenas eu! Também quis conhecer pessoalmente Tony Blair, mas o Toneca está mais preocupado em tentar alcançar a paz no médio oriente.

Passei pela familia real inglesa mas como a Monarquia no meu país já não existe há 99 anos, achei que não lhes devia dar importância. Antes de me ir embora ainda fui ter com Albert Einstein. Por ter descoberto a Teoria da Relatividade e por ter dado uma frase ao OLHAR DIREITO. Eu disse-lhe que a sua frase estava no cabeçalho deste blogue. Ele ficou muito orgulhoso e agradeceu-me....

Uma tarde bem passada, com as miudas mais giras do planeta, com os actores que eu mais gosto, com os desportistas que mais admiro, com aqueles que todos os dias tomam decisões importantes para o Mundo e com aqueles que me fazem ouvir e cantar as suas musicas....

Tudo isto era para mais tarde recordar não fossem estas pessoas de..... cera

sexta-feira, 8 de Maio de 2009

Mulheres VII

Adriana Lima

Jovem e bela
Caiu um anjo do céu?

State Of Play

Um thriller emocionante........
Com dois excelentes actores nos papeis principais : Ben Affleck e Russell Crowe. Também com a participação da "Rainha" Helen Mirren e da nova e bela Rachel McAdams.
Uma história emocionante que nos leva aos bastidores da corrupção na politica, em especial norte-americana.
Um Jornalista e um politico em busca da verdade. De uma história que envolve um deles. Enquanto que o Jornalista (Russell Crowe) faz o seu papel. De jornalista e amigo do visado. A sua "performance" é querer tirar a limpo uma história que envolve um amigo seu. E muita lama na politica norte-americana.....
Enquanto que Ben Affleck quer salvar a sua face e também o seu casamento.
Mas como quem mente normalmente é apanhado, Russell Crowe consegue descobrir que a trama foi banalizada pelo próprio Ben Affleck. Para se salvar a si mesmo.......
E como qualquer bom jornalista, publica a história e denuncia o próprio amigo.

O problema é que o faz em nome do jornalismo. O seu dever de informar é superior á amizade....

Fariam o mesmo por um amigo? Ou a amizade é um valor intocável?

quinta-feira, 7 de Maio de 2009

"Nós" ajudamos a votar

Estás com duvidas e não sabes em quem votar nestas eleições para o Parlamento Europeu?

Não sabes quais as matérias e valores que os partidos nacionais defendem?

Qual o teu posicionamento politico?

Aqui está uma ferramenta que vai ajudar a cativar o teu interesse pelas próximas eleições europeias. De facto, a baixa participação muitas vezes é porque as pessoas não sabem o que se vai discutir, o que está em causa, porque votar....

Em http://www.euprofiler.eu/ tens uma ferramenta que pode ser útil na hora de decidir se vamos ou não votar. E em quem....

É importante que haja ferramentas que esclareçam e informem as pessoas. Ainda por cima com a Internet tudo se torna mais fácil..

É necessário que as pessoas vão votar!

Confissões de um especialista norte-americano em interrogatórios

Matthew Alexander cumpriu 14 anos de serviço na Força Aérea dos EUA. Começou a sua carreira como piloto de helicópteros das Operações Especiais, assistiu a combates na Bósnia e no Kosovo, passou a ser agente de contra-espionagem da Força Aérea e, em 2006, ofereceu-se como voluntário para especialista em interrogatórios de grau sénior no Iraque. Neste país, liderou uma equipa de interrogatórios adstrita a uma task force das Operações Especiais. É o autor de "How to Break a Terrorist. LER AQUI

quarta-feira, 6 de Maio de 2009

A esquerda democrática

As próximas eleições legislativas são de extrema importância devido às condições de grave crise global em que vivemos. Assim a estabilidade política é essencial para as previsíveis e difíceis negociações, revoltas e terramotos sociais, com as consequentes tentativas de instrumentalização, radicalização política e perigo de derivas totalitárias.

A maioria absoluta de um partido, nomeadamente do PS, não me parece possível nesta altura. Por isso se fala cada vez mais em alianças, coligações e blocos centrais. Já discorri sobre a minha discordância de um possível bloco central, pois considero que as soluções governativas devem ser avaliadas por si e os eleitores devem julgar os seus responsáveis, sem que a paternidade da governação se dilua.

Analisando as alianças à esquerda, e no plano dos princípios de valores e das ideologias democráticas, de respeito pela liberdade de expressão e pelo multipartidarismo, não é possível ao PS fazer alianças com os partidos à sua esquerda.

Os partidos que se agrupam no BE e o PCP defendem regimes totalitários, estando arredados de tudo o que fundamentou e fundou o 25 de Abril, pois ainda hoje não esclareceram a sua discordância da deriva ditatorial de 1975. Na verdade nunca ouvi dizer a qualquer membro do PCP, passados 35 anos da revolução 20 anos da queda do muro de Berlim, que o projecto comunista era um projecto de poder absoluto e ditatorial, onde existia polícia política, censura e partido único, tal como no regime de Salazar e Caetano. Nunca ouvi qualquer defensor das amplas liberdades democráticas conquistadas no 25 de Abril fazerem mea culpa pela tentativa de tomada do poder por um partido minoritário por métodos pouco transparentes, com o objectivo de implementar a ditadura do proletariado.

A existência de inúmeros combatentes do antigo regime pertencentes ao PCP, que sofreram tortura e perseguição política, não nos deve enevoar os olhos e fazer-nos esquecer que o que defendiam não era exactamente um regime democrático mas um regime simétrico ao que existia.

Tal como o Partido Nazi venceu as eleições democráticas na Alemanha em 1932, tendo Hitler aproveitado para instaurar o regime nazi, também o Partido Comunista da (antiga) Checoslováquia ganhou eleições democráticas em 1946, tendo-se perpetuado numa ditadura aproveitando o acesso ao poder.

Já passou muito tempo desde esses acontecimentos. Por isso seria de esperar que os partidos que se reclamam descendentes dessa ideologia se demarcassem das ideologias totalitárias. Mas a verdade é que o não fizeram.

Ou seja, tal como Mário Soares sempre assumiu, o único partido da esquerda democrática existente em Portugal é o PS. Para nos lembrar disso basta ver a forma como indivíduos afectos ao PCP reagem a críticas e opiniões diversas das suas. O que se passou com a batalha entre a FENPROF e o Ministério da Educação, com a intimidação de quem ousasse concordar com a política educativa, ao contrário das intimidações que os próprios propagandeavam, numa estratégia de inundação mediática, tal como a tentativa de lavagem cerebral e de apagamento da história, ao compararem Sócrates a Salazar e ao dizerem que a democracia está em perigo, demonstra que os métodos e as ideologias antidemocráticas do PCP e do BE são semelhantes e não se modificaram.

Na base dos princípios ideológicos só resta ao PS concorrer sozinho às eleições. Quem se revê na democracia e na liberdade, quem acredita nos valores de esquerda numa sociedade aberta e democrática, não tem outra alternativa senão votar PS. Tal como Alexandre O’Neill dizia Ele não merece, mas vota no PS.

texto de Sofia Loureiro dos Santos autora do blogue www.defenderoquadrado.blogs.sapo.pt

terça-feira, 5 de Maio de 2009

Aconteceu no Brasil

Vejam só esta reportagem:


Não sei como podemos negligenciar tanto a nossa juventude. Qual será o futuro desse menino? Tornar-se um bandido com B maiscúlo quando crescer e acabar morrendo aos 20 anos de idade?

Registro aqui toda a minha indignação.

Larissa Bona

segunda-feira, 4 de Maio de 2009

O B.I. Europeu

Não se trata de um Curriculum Vitae Europeu nem de um passaporte, mas sim de um Bilhete de Identidade Europeu....
A ideia era bem vinda numa Europa aberta, sem fronteiras, onde impera a igualdade de oportunidades para qualquer cidadão europeu. Acesso ao trabalho, aos estudos e o direito a viver nas mesmas condições que um nacional. Porque nos tempos que correm só nos temos de adaptar ao estilo de vida desse país europeu. E mesmo assim, já não difere muito.
Um bilhete de identidade europeu era também um importante passo para uma Europa Federal. Quer queiram ou não, independentemente do país em que nos encontramos a nossa cidadania seria "europeia" e não "portuguesa, italiana ou francesa".
Se queremos que a Europa avance e seja mais unida também nestes pequenos aspectos há que ser igual. Provavelmente se se adoptasse um Bilhete de Identidade Europeu, não era preciso verificar de que nacionalidade aquela pessoa era. Já sabiamos que vinha da Europa e assim poderia circular "livremente".
Há que reflectir nos pequenos aspectos que podem tornar a Europa mais forte e unida. Sobretudo nos tempos que correm com a grandeza dos EUA, e o crescimento da Russia, China e India....
O Bilhete de Identidade Europeu poderia fazer com que se estabelecessem mais relações e tornar a livre circulação de pessoas mais rápida e acessivel....

Regresso do Menino Guerreiro II

Pedro Santana Lopes está de regresso. Parece uma frase futebolistica mas a verdade é que PSL é mesmo o politico das Sete Vidas. Pela segunda vez, e após ter perdido a disputa á liderança do partido, vai-se candidatar á Presidencia da Câmara de Lisboa.
E que disputa vai ser, tendo António Costa como rival.
Se houve sitio em que PSL deixou obra, Lisboa é um desses. Após a polémica do Tunel do Marquês, é um facto que o novo tunel trouxe descongestionamento á principal rotunda da Capital.
Mais importante que as obras do ex-PM é a luta que ele continua a travar dentro do panorama politico nacional. Seja por vaidosismo, ambição, crença ou valores a verdade é que apesar dos combates já travados, PSL tem sempre mais um na manga.
Por isso é que lhe chamam o Menino Guerreiro. Menino devido á sua face e ás suas origens, guerreiro porque está sempre disponivel para um novo combate politico.
Uns criticam a sua postura de que já se devia ter retirado há muito e dar lugar a outros. Mas quem? se enquanto uns não dão a cara ou não querem combater, PSL está sempre disponivel, sabendo que em politica há sempre dois resultados possiveis : vitória ou derrota.
Outros apreciam a sua frontalidade, o arriscar, a vontade de combater pelo PSD que ele tanto gosta.
Quer-se goste ou não ( e eu não gosto particularmente); Santana Lopes é um Homem do PSD. Tem estado sempre disponivel quando é preciso. E apesar de ter estado contra Ferreira Leita há um ano nas eleições para o Partido, esta disponibilidade para "ajudar" Ferreira Leite nas autárquicas é de louvar. Apesar de ser conhecido pelo seu "oportunismo politico", Santana Lopes desta vez está do lado da lider.
E correndo riscos se perder, de ficar "definitivamente" esquecido dentro do PSD e na politica nacional.
Mas PSL tem sempre mais uma na manga.....

domingo, 3 de Maio de 2009

PIRATAS HÁ MUITOS

A nossa gloriosa corveta "Corte-Real" acaba de capturar onze piratas somalis e evitar imensos raptos no Índico. Dantes a actividade da pirataria era bem conhecida dos portugueses. Na costa algarvia tivémos de nos defender até ao séc. XIX dos berbéres que, por força, queriam vir a banhos a Albufeira. Em Ormuz e nas praias do Malabar, os piratas éramos nós. Dito isto, é com grande à vontade e alguma condescência que Portugal convive com a pirataria. Talvez por isso, a pirataria não esteja prevista no nosso Código Penal. Vai daí, o garboso comandante da "Corte-Real" desarmou paulatina e cuidadosamente os piratas, incluindo os "até aos dentes", deu-lhes conselhos e nem sequer lhes chegou a ir ao... Soltou-os, uma vez que não os pode julgar. Nem sequer lhe ocorreu pôr-lhes umas pedritas ao pescoço e mandá-los a penitência para o fundo do mar, em arrependimento muuiiito profundo! Pergunto: esta força da ONU ou Nato ou seja do que fôr, não pode prender, julgar os piratas? Nem sequer mandá-los para o TPI ou outro tribunal internacional? A força é internacional, mas a lei não? A lei aplicável é a de cada país de pavilhão do barco que apreende os piratas??? Extraordinário! Alguém se deve ter esquecido de qualquer coisa. Assim vale apenas ser pirata e em especial ser apanhado pelos portugueses. São uns gajos porreiros, pá!
jp

sábado, 2 de Maio de 2009

Recordar Senna

Estava preparado para meter uma fotografia com um marco histórico. Mas depois ao pesquisar mais profundamente vi esta. E li o que dizia sobre ela. Foi no dia 1 de Maio que aconteceu o acidente mas nunca é tarde para relembrar um dos maiores desportistas de sempre e um idolo do Brasil. Talvez a seguir a Pelé venha Ayrton...

Ayrton Senna era um desportista fabuloso. Um campeão. As suas "guerras" com Alain Prost na Mclaren fizeram da Formula 1 um dos desportos mais emocionantes á epoca. O trágico desaparecimento do brasileiro será para sempre lembrado. Porque foi Senna e porque era o melhor. Dificil compará-lo com Schumacher ou outros campeões mas o que se seguiu á sua morte, mostra que Senna não erá só um corredor. Era também um ser humano respeitado e amado no mundo do desporto. Mas principalmente no Brasil. O seu funeral foi uma prova disso. Poucos desportistas no Mundo têm essa "sorte" . De ser recordados e amados como foi Ayrton....

Ayrton não era apenas um corredor de Formula 1. Era um campeão...

Açores : Ilha Terceira

Fotos de Jorge Pinheiro

sexta-feira, 1 de Maio de 2009

Palpites VI

Achas que o Papa tem razão na questão do preservativo?

SIM 6 (23%)

NAO 20 (76%)

Votos até o momento: 26

Vai uma Opiniãozinha?

Os blogues "Olhar Direito" e "Uma Opiniãozinha"(www.umaopiniaozinha.blogspot.com) decidiram fazer uma iniciativa conjunta...

Cada um dos autores do blogue "Uma Opiniãozinha" irá escrever mensalmente um texto para o Olhar. Com a sua opinião, a sua leitura, sobre o que entenderem......

No Verão a situação irá intensificar-se com mais participação e comentários. Depois de todos os autores do "Uma Opiniãozinha", dizerem de sua justiça, o que vai acontecer em Setembro, outras iniciativas surgirão. Para já estão marcados 5 textos....

Queria agradecer a disponibilidade dos membros do blogue www.umaopiniaozinha.blogspot.com a sua participação e simpatia em terem aceite este convite. Espero uma colaboração profícua entre os dois blogues...

O primeiro texto sai dia 11

Share Button

Rubricas do blogue

olhar a semana (217) Historia Olhar Direito (126) Larissa Bona (119) Mundial 2014 (85) História de Portugal (84) Brasil (80) A Caminho do Maracanã (79) Futebol (69) a Olhar a Imagem (67) A Grande Viagem dos Salmões (65) Mundial 2010 (65) PS (64) Assembleia de Pinguins (61) Desporto (60) USA 2012 Election (58) Eleições Legislativas 2009 (57) Figuras e Factos 2000-2010 (53) História das bandeiras (51) António José Seguro (49) Politica (48) Política (48) Governo (46) crise (45) Pedro Passos Coelho (41) Autárquicas 2013 (38) Mulheres (38) Tema do Dia (38) Rumo ao Mundial 2010 (36) Sondagens (36) Cavaco Silva (35) PSD (33) Benfica (32) Expressodalinha (32) a Olhar de fora........ (32) Por um Portugal Diferente 2011 (30) UNIÃO EUROPEIA (30) Causas e Coisas (28) Ideias Políticas (27) economia (27) 1º concurso de poesia (25) Olhar o Livro (24) Palpites (24) CDS (23) Duelos Intelectuais (23) Eleições Gerais no Brasil 2010 (23) Justiça (23) Barack Obama (22) Cine Direito (22) FC Porto (22) Sporting (22) Troika (22) Figuras da Semana (21) Uma Perspectiva de Macau (21) paulo portas (21) Estados Unidos da América (20) História dos Mundiais de Futebol (20) Presidenciais 2011 (20) Eleições Europeias 2009 (19) História do Brasil (19) PR (18) Olhar o Verão (17) a Olhar o Mundo... (17) Cartaz Cultural (16) António costa (15) José Socrates (15) Orçamento (15) Reino Unido (15) Rússia (15) Ucrânia (15) 1º Duelo Intelectual Olhar Direito (14) 25 DE ABRIL (14) Presidenciais Norte-Americanas 2008 (14) Primárias 2014 (14) Selecção (14) Tribunal Constitucional (14) A favor ou Contra (13) Austeridade (13) Conferências (13) Desafios (13) Eleições europeias 2014 (13) View From The USA (13) vitor gaspar (13) Tertulia Virtual (12) Especial 5º aniversário - Momentos Olhar Direito (11) Figuras do nosso Tempo (11) Manifestação (11) Oposição (11) Participações (11) Rip Curl Pro Search 2010 (11) UK Election´10 (11) antonio costa (11) Argentina (10) Estórias de Piccadilly (10) Fotografias National Geographic (10) Germany (10) Mário Soares (10) RTP (10) Reforma do Estado (10) David Cameron (9) Jorge Jesus (9) Partidos (9) Portugal (9) Tábula Rasa in Região de Leiria (9) miguel relvas (9) Democracia (8) Entrevista (8) Especial Eleições : Um PSD no Governo? (8) Esquerda (8) Kiev (8) Olhar a Pintura (8) Paulo Bento (8) Siria (8) Violência (8) lei (8) Época 2013-2014 (8) Artigos do I (7) BE (7) Brazil (7) Coldplay em Portugal (7) Federações do Brasil (7) Humor (7) Julgamento Político (7) Marcelo Rebelo de Sousa (7) Maria Luís Albuquerque (7) Monumentos e Figuras (7) Parlamento (7) Prémios Personalidade do Ano (7) Rui Rio (7) Sociedade (7) Época 2014-2015 (7) 40 anos do 25 de Abril (6) Belgium (6) Colombia (6) Costa Rica (6) France (6) Merkel (6) Naquele Tempo (6) Netherlands (6) Papa Francisco (6) Ténis (6) sindicatos (6) BES (5) Catalunha (5) Crimeia (5) Escrita Criativa (5) Formas de Arte (5) François Hollande (5) Igreja (5) Internacional (5) Luís Filipe Menezes (5) Papa (5) Presidenciais 2016 (5) Privatizações (5) Rui Moreira (5) Saga do FMI em Portugal (5) TC (5) Videos Olhar Direito (5) ciclismo (5) greve geral (5) referendo (5) Algeria (4) Angela Merkel (4) Bruno de Carvalho (4) CGTP (4) Chile (4) China (4) Direito (4) Duelos Intelectuais II - A indignação social (4) Duelos Intelectuais III - A Europa (4) Eleições (4) Eleições Brasil 2014 (4) Eleições PSD 2008 (4) Escócia (4) Especial "Uma Opiniãozinha" (4) Europa (4) FMI (4) Fernando Seara (4) Greve (4) Impostos (4) Irão (4) Itália (4) Jornadas Esquerda Vs Direita (4) Mexico (4) Nigeria (4) PCP (4) Pinto da Costa (4) Primeiro-Ministro (4) Switzerland (4) Tecnoforma (4) Tribunais (4) USA (4) Uruguay (4) Viajar pela Holanda (4) Vladimir Putin (4) desemprego (4) défice (4) estado social (4) facebook (4) jornalismo (4) monarquia (4) Administração Publica (3) Alemanha (3) Anedotas (3) Animais (3) Aécio Neves (3) Bancos (3) Bosnia (3) Cameroon (3) Chipre (3) Conferências Olhar Direito (3) Congresso PSD (3) Cristiano Ronaldo (3) Croatia (3) Dilma Rousseff (3) Doping (3) Egipto (3) England (3) Equador (3) Espanha (3) Especial Benfica vs FC Porto 2012 (3) Eurogrupo (3) Eusébio (3) Eventos (3) FIFA (3) Falar de Abril (3) Fernando Santos (3) Fotografias do Meu Bairro (3) Fotos National Geographic (3) França (3) Ghana (3) Gourmet (3) Greece (3) Histórias de encantar (3) Honduras (3) I Debate (3) II Duelos Intelectuais - A Indignação social (3) IRS (3) Independência (3) Iran (3) Isaltino Morais (3) Israel (3) Italy (3) Ivory Coast (3) João Almeida (3) Lance Armstrong (3) Let´s Talk about Turkey (3) Liberdade (3) Lisboa (3) Luís Filipe Vieira (3) Macau (3) Marinho e Pinto (3) Nelson Mandela (3) Obamacare (3) Olhares de Abril 2009 (3) Olhares de Londres (3) Presidente da Republica (3) Prémios Acontecimento do ano (3) Real Madrid (3) Regresso (3) República (3) Rui Tavares (3) Silvio Berlusconi (3) South Korea (3) Spain (3) a caminho do Maracanâ (3) coligação (3) comunicação social (3) debate (3) educação (3) jornalistas (3) redes sociais (3) viajar por França (Paris) (3) 1ªConferência Olhar Direito (2) 2º aniversário (2) António Capucho (2) António Guterres (2) Arbitragem (2) Arménio Carlos. (2) Assunção Esteves (2) Austrália (2) Autarquias (2) Bancada Direita (2) Barómetro Político Olhar Direito; Barómetro Político OLHAR DIREITO - A FIGURA DE ESTADO (2) Barómetro Político Olhar Direito; Barómetro Político OLHAR DIREITO - A actuação do governo (2) Barómetro Político Olhar Direito; Barómetro Político OLHAR DIREITO - Qual o melhor lider partidário (2) Benfica campeão (2) Blogesfera (2) Bloggincana (2) Boavista (2) Bruma (2) CPLP (2) CRP (2) Conselho de Estado (2) Estado da União (2) Federalismo (2) Francisco I (2) Governo dos Segredos (2) Grécia (2) Guiné-Equatorial (2) Hassan Rouhani (2) Iraque (2) Japan (2) John Kerry (2) José Sócrates (2) Leonardo Jardim (2) Liga (2) Liga Europa (2) Madrid (2) Manuel Valls (2) Mercados (2) Michelle Brito (2) Ministra da Justiça (2) Mitt Romney (2) Natal (2) Novo Papa (2) OE2015 (2) Olhar o Mote (2) Olhares de Portugal (2) Palestina (2) Paulo Fonseca (2) Pensar o País (2) Personalidade do Ano 2009 - Olhar Direito; Prémios Personalidade do Ano (2) Personalidade do ano 2011 (2) Pires de Lima (2) Políticos (2) Ponte (2) Portugal Open (2) Previsões (2) Primárias (2) Primários 2014 (2) Remodelação (2) Robert Gates (2) Rui Costa (2) Russia (2) Ryder Cup 2010 (2) TAP (2) TERTULIA OLHAR DIREITO (2) Televisão (2) Valentim Loureiro (2) Valores (2) Visita de Estado (2) Vitor Pereira (2) Volta a França (2) cidadania (2) constituição (2) cortes (2) fotografias Debora Santa Lucia (2) jean claude juncker (2) luta (2) mentira (2) militares (2) personalidade do ano 2010 (2) personalidade do ano 2012 (2) publicidade/parcerias (2) saúde (2) socialismo (2) ética (2) .. (1) 10 de Junho (1) 1ª TERTULIA OLHAR DIREITO (1) 1º de Abril (1) 2013 (1) 2014 (1) 5 de Novembro (1) 5º aniversário (1) ADLEI (1) ASEAN (1) Acontecimento do Ano 2012 (1) Acontecimento do ano 2011 (1) Advogados (1) Ajuda financeira (1) Al-Sisi (1) Alberto João Jardim (1) Alcool (1) Alex Ferguson (1) Amnistia Internacional (1) Ana Gomes (1) Andy Murray (1) Aniversário (1) Ano Novo Lunar (1) António Borges (1) António Marinho Pinto (1) Apartamento (1) Aprovação (1) Arte no feminino (1) Artur Mas (1) Assembleia da República (1) Atlético Madrid (1) Australia (1) Automobilismo (1) Autonomia (1) Autoridade (1) Avaliação (1) Barómetro Político OLHAR DIREITO (1) Bashar Al-Assad (1) Berlusconi (1) Big Brother (1) Bloco central (1) Boas Festas (1) CNE (1) Cairo (1) Caixa Geral de Depósitos (1) Campo Pequeno (1) Canadá (1) Carlo Ancelotti (1) Carlos Carreiras (1) Carlos Moedas (1) Catolicismo (1) Chicago Tribune (1) Clássicos das Autárquicas (1) Coelho (1) Conflitos sudeste asiático (1) Congresso (1) Conservadores (1) Conspiração (1) Coreia do Norte (1) Coreia do Sul (1) Corrida de Touros (1) Corrupção (1) Costinha (1) Crentes (1) Cromos da Bola (1) Daniel Oliveira (1) Delta do Ria das Pérolas (1) Descoordenação (1) Dia dos Antepassados (1) Diabo (1) Dinamarca (1) Dinheiro (1) Directas (1) Direito brasileiro (1) Diversao (1) Drácula dos Impostos (1) Duarte Marques (1) Durão Barroso (1) EDP (1) EVENTOS OLHAR DIREITO (1) Ed Miliband (1) Eleições Autárquicas 2009 (1) Eleições americanas (1) Encontro (1) Ensino (1) Entrevista Olhar Direito (1) Espaço (1) Especial 3º Aniversáio (1) Especial Centenário da Republica (1) Estádio da Luz (1) Eutanasia (1) Expresso (1) Fama (1) Família (1) Felicidade (1) Festival Rota das Letras (1) Filipa Saragga (1) Fim do Mundo (1) Finanças (1) Fiscalização Sucessiva (1) Fotografias CB (1) Francisco Assis (1) Frases e Pensamentos (1) Função Pública (1) Fátima Araújo (1) Fórmula 1 (1) Fórum Manifesto (1) G-8 (1) George W.Bush (1) Girafa (1) Gondomar (1) Gordon Brown (1) Greve de jornalistas em Guangdong (1) Guy Fawkes (1) Helena Roseta (1) Hillary Clinton (1) Historias Olhar Direito - Assembleia de Pinguins (1) Histórias dos Mundiais de Futebol (1) Hosni Mubarak (1) Hugo Chavez (1) IVA (1) Ideias (1) Imagem (1) Individualismo (1) Inflacção (1) Instituições democráticas (1) Isabel Jonet (1) Jaime Neves (1) Japão (1) Joaquim Pais Jorge (1) Jogo (1) Jorge Moreira da Silva (1) Joseph Blatter (1) José Mourinho (1) José Rodrigues dos Santos (1) João Cordeiro (1) João Loureiro (1) João Rocha (1) João Sousa (1) Justiça Social (1) Juventude (1) Juventus (1) Juízes (1) Labour (1) Lançamentos (1) Lavagem de de dinheiro (1) Lei Básica de Macau (1) Lei do Orçamento (1) Leitura (1) Liberalismo (1) Liga dos Campeões (1) Literatura (1) Livre (1) Lugares de Portugal (1) Macacos (1) Madeira (1) Manchester United (1) Manu Tuilagui (1) Marca (1) Margaret Thacher (1) Miguel Poiares Maduro (1) Miguel Sousa Tavares (1) Ministra das Finanças (1) Ministro da Educação (1) Ministério da Justiça (1) Modernização (1) Mr.Speaker (1) Município (1) Máscara (1) Mónaco (1) NSA (1) Nações Unidas (1) Negócios (1) Nick Clegg (1) Nicolas Maduro (1) Nicolas Sarkozy (1) No papel de Primeiro-Ministro (1) Nobel da Litertura (1) Nobel da Paz (1) Novo Banco (1) Novo cônsul-geral (1) Novos líderes (1) O (1) O "português" mais popular (1) OA (1) Obama (1) Ohar Cinema (1) Olegario Benquerença (1) Olhar Mundo (1) Olhar a palavra (1) Olympiacos (1) Opinião (1) Oscares 2011 (1) PDR (1) PIB (1) PRD (1) Pablo Aimar (1) Pacheco Pereira (1) Paixão (1) Paquistão (1) Para Sair..... (1) Paralisia Cerebral (1) Passatempo Levanta-te Portugal (1) Paços de Ferreira (1) Pedro Proença (1) Pedro Santana Lopes (1) Personalidade (1) Personalidade do ano (1) Personalidade do ano 2008 - Olhar Direito (1) Personalidade do ano 2008 - Olhar Direito; Prémios Personalidade do Ano (1) Personalidade do ano 2013 (1) Pesar (1) Platini (1) Poder (1) Politburo (1) Politica; Espanha (1) Polícia (1) Populismo (1) Porta fechada (1) Pre-Macht of Volvo Ocean Race (1) Presidenciais Norte-americanas 2016 (1) Presidente (1) Previsões gasparianas (1) Primavera Árabe (1) Processo Casa Pia (1) Processo Civil (1) Psiquiatria (1) Publicidade (1) Pépa (1) Quem nos vem salvar? (1) Quem é Quem da Política (1) Questionário de Verão (1) Quiz Olhar Direito (1) Record (1) Regime (1) Religião (1) Reportagem (1) Repórter Olhar Direito (1) Restaurante Porto de Macau (1) Revista Time (1) Ricardo Quaresma (1) Rio de Janeiro (1) Rip Curl Pro Search 2011 (1) Roger Federer (1) Rui Machete (1) SWAPS (1) Schengen (1) Seminários e outras participações (1) Ser Humano (1) Serviço Público (1) Serviço de atendimento ao Cidadão (1) Sevilha (1) Sexo (1) Sistema eleitoral (1) Sofia Galvão (1) Solidariedade Institucional (1) Suiça (1) Surf (1) Século XXI (1) Taça da Liga (1) Taça de Portugal (1) Testes de Sinceridade (1) The Economist (1) Top + (1) Tour de France (1) Tragédia (1) Turquia (1) UGT (1) V Encontro Empresarial de Negócios em Língua Portuguesa (1) Valores e Princípios na Política (1) Variação dívida pública (1) Venezuela (1) Vigilância (1) Viktor Yanukovich (1) Vince Cable (1) Vital Moreira (1) Voto do Leitor (1) Vítor Pereira (1) Wu Bangguo (1) Yasser Arafat (1) a (1) abusos sexuais (1) arma (1) audiências (1) bastonário da ordem dos médicos (1) blogoesfera (1) blogue do ano 2012 (1) boatos (1) campanha (1) cartas de amor (1) censura (1) cheias (1) citações (1) citius (1) civismo (1) ciência (1) claques (1) clássico (1) comissão europeia (1) conclave (1) concurso fashionistas do brasil (1) concursos (1) confissão (1) constituiçã (1) corporativismo (1) crime (1) crise política (1) cultura (1) cunhas (1) declarações (1) derby (1) dignidade humana (1) dilema (1) direitos fundamentais (1) discurso de Natal (1) e (1) emprego (1) espe (1) especial 5º Aniversário (1) expectativas (1) feriados (1) fiscalização (1) fraude fiscal (1) freguesia (1) futuro (1) gestão (1) grândola vila morena (1) guerra (1) hierarquia (1) i (1) iluminação (1) in Diário de Leiria (1) in Jornal de Leiria (1) investimento (1) legalidade (1) legitimidade (1) livros (1) marketing (1) maçonaria (1) meteorito (1) miss olhar direito (1) motivação (1) moção de censura (1) musica (1) natureza (1) nuclear (1) oásis (1) palhaço (1) pancadaria (1) patriotismo (1) pedofilia (1) places of the world (1) policia (1) política popular (1) processos judiciais (1) professores (1) programa cautelar (1) reunião (1) revolta (1) romance (1) salários (1) sistema bancário (1) subsídio (1) subvenções (1) traição (1) transparência política (1) transportes (1) twitter (1) uais (1) vi (1) violência doméstica (1) Álvaro Santos Pereira (1) Ídolos (1) Índia (1)